Clássicos

O Netflix está longe de ser referência em filmes clássicos, porém, achando bastante, dá para encontrar algum filmaço. Obra-prima de Orson Welles, “A Marca da Maldade” é um noir com um início arrasador marcado por um plano-sequência e uma fotografia deslumbrante no decorrer da excelente trama a partir do romance de Whit Materson. “2001 – Uma Odisséia no Espaço”, “Laranja Mecânica”, “O Iluminado”, “Doutor Fantástico… Todo mundo conhece os clássicos de Stanley Kubrick. “Medo e Desejo”, entretanto, é uma produção quase desconhecida e está disponível no Now. Boa hora para ver a estreia do mestre em longas de ficção.

Netflix: A Marca da Maldade
Now: Medo e Desejo


Cults

Cinismo, melancolia e cutucadas à Hollywood marcam “O Congresso Futurista”. Misto de live-action com animação, o filme dirigido por Ari Folman traz uma atuação impecável e corajosa de Robin Wright. Já Miguel Gomes traz a primeira parte da trilogia “As Mil e uma Noites”. O cineasta português traz literatura, críticas sociais e simplesmente a arte de fazer cinema em uma obra indicada à Palma de Ouro do Festival de Cannes.

Netflix: O Congresso Futurista
Now: As Mil e uma Noites – O Inquilino


Lançamentos

Um dia há de se compreender o fato desses dois filmaços terem passado sem grande atenção pelos cinemas brasileiros. “Sicario” traz a força narrativa do ótimo Denis Villeneuve em uma trama sufocante sobre a violenta luta contra o narcotráfico na fronteira entre EUA e México. A produção ainda conta com atuações em alto nível de Emily Blunt, Josh Brolin e, principalmente, Benicio Del Toro. “Straight Outta Compton” é muito maior do que a história simples de altos e baixos de um grupo musical aparenta. O longa comandado por F. Gary Gray fala diretamente sobre a marginalidade do negro na sociedade americana, independente da posição social de quem é. Como arma, as palavras no rap e a contestação que choca a sociedade conservadora. Imperdível!

Netflix: Sicario
Now: Straight Outta Compton


Cinema Nacional

O documentário disponível no Netflix permite ao público mais novo compreender a importância e o talento de Cauby Peixoto como um dos nomes mais importantes da MPB. Já “Boi Neon” marca a maturidade de Gabriel Mascaro ao mostrar um grupo de pessoas entre o limiar das convenções sociais e a busca própria pela satisfação dos próprios desejos, levando a um constante estado de transitoriedade.

Netflix: Cauby – Começaria Tudo Outra Vez
Now: Boi Neon


Vale a Pena Ver de Novo

Nesse dias de tensão política e depressão econômica, um feriadão ajuda para dar uma relaxada e desanuviar dos problemas. Nada melhor que comédias romântica. O Netflix oferece o último grande filme de Woody Allen, enquanto o Now traz as deliciosas canções de “Mesmo Se Nada der Certo”. Certeza de leveza garantida por duas horas.

Netflix: Meia-Noite em Paris
Now: Mesmo Se Nada der Certo

Facebook Comments