“Baixo Centro”, de Ewerton Belico e Samuel Marotta, ficou com o troféu Barroco de melhor longa-metragem da Mostra Aurora na 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes. A produção mineira, toda realizada nas ruas do centro de Belo Horizonte, acompanha um grupo de personagens que se relacionam com o ambiente urbano da capital mineira. A cerimônia de premiação, na noite de sábado, 27 de janeiro, no Cine-Tenda, foi marcada também pela entrega do Prêmio Helena Ignez 2018, oferecido pelo Júri da Crítica a um destaque feminino em qualquer função, para a atriz Julia Katharine, roteirista e protagonista de “Lembro Mais dos Corvos”, de Gustavo Vinagre.

Pela Mostra Foco, o Júri da Crítica escolheu o curta-metragem “Calma”, produção do Rio de Janeiro dirigida por Rafael Simões. O Prêmio Canal Brasil de Curtas, que oferece R$ 15 mil a um curta também da Mostra Foco, ficou com “Estamos Todos Aqui”, de Chico Santos e Rafael Mellim. Na Mostra Olhos Livres, o Júri Jovem escolheu o filme paulista “Inaudito”, de Gregorio Gananian, sobre o músico Lanny Gordin.

Já na votação popular, os prêmios ficaram com o curta-metragem mineiro “A Retirada para um Coração Bruto”, de Marco Antônio Pereira, e o longa “Escolas em Luta”, documentário paulista de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli.

Foto: Beto Staino/Universo Produções

do site da Ancine

Facebook Comments