Na onda dos super-heróis para o público adulto, Batman vs Superman: A origem da justiça terá uma versão R (maiores de 17 anos) no mercado americano, especialmente destinada ao home video. O corte especial, com cenas de violência inadequadas para menores, acompanha o sucesso de Deadpool, que explodiu mesmo com a classificação etária mais alta, raridade em filmes do gênero.

A produção da Warner vai mostrar o confronto dos dois heróis favoritos da DC Comics, vividos por Ben Affleck e Henry Cavill. A trama começa em clima de combate, com Batman perseguindo o Homem de Aço em Metrópolis. Apesar da hostilidade, a dupla acaba tendo que unir forças e, com a ajuda da Mulher Maravilha (Gal Gadot), lutar contra uma nova ameaça do vilão Lex Luthor (Jesse Eisenberg).

Pelos teasers e trailers divulgados até agora, o longa, dirigido por Zack Snyder, tem clima sombrio, com direito a um Batman ameaçador. Especula-se que a versão mais restrita do filme vá mostrar o Homem Morcego rompendo seu código de não matar seus oponentes. Não é a primeira vez que Snyder cria um corte do diretor especialmente home video: comWatchmen, o filme (2009), depois da trajetória nos cinemas ele lançou uma reedição estendida, considerada melhor pelos críticos.

Na semana passada, a Fox anunciou que Wolverine 3, marcado para 2017, será editado prevendo também o selo R, que adverte para violência, linguagem imprópria e sexo. Com fartas doses de incorreção política, Deadpool custou US$ 58 milhões (abaixo dos padrões dos super-heróis) e já arrecadou quase US$ 500 milhões no mundo inteiro.

A MPAA, orgão que regula a indústria cinematográfica nos EUA, classificou a versão para os cinemas de Batman vs Superman como PG-13, a exemplo de longas de heróis para a família, como Vingadores e X-Men.  O filme tem estreia marcada para 25 de março no mercado americano, com lançamento no Brasil na véspera.

Facebook Comments