A estreia de “Alien: Covenant” na China teve seis minutos a menos que as versões vistas no mundo inteiro. O motivo foi a censura no país que deixou de fora as cenas mais sangrentas do longa de Ridley Scott. Porém, a inclusão de outra cena chamou a curiosidade: o beijo gay de David (Michael Fassbender) nele mesmo. As informações são do site The Hollywood Reporter.

Este não foi o primeiro caso na China de censura a filmes com cenas ou temáticas homossexuais. “O Segredo de Brokeback Mountain”, por exemplo, foi impedido de estrear no paós mesmo com Ang Lee sendo um diretor da região. Já “A Bela e a Fera” passou por cortes nas cenas relativas ao personagem de Josh Gad em “A Bela e a Fera”

“Alien: Covenant” se passa dez anos depois dos eventos de “Prometheus”. A caminho de um planeta remoto no lado mais longínquo da galáxia, a tripulação da nave colonial Covenant descobre o que eles julgam ser um paraíso inexplorado, mas na verdade é um mundo sombrio e perigoso, cujo único habitante é o sintético David, sobrevivente da amaldiçoada expedição Prometheus.

Facebook Comments