Deerskin“, novo longa de Quentin Dupieux, que estreou na mostra Quinzena dos Realizadores em Cannes e foi exibido no Festival de Londres deste ano, é uma arriscada sátira sobre emasculação que não tem medo de tirar sarro de si mesma. Capitaneada por uma performance corajosa de Jean Dujardin, a comédia deve achar fãs no circuito de arte.

Dujardin, longe da persona galante que incorporou no vencedor do Oscar “O Artista”, é Georges, um homem infeliz e de pouca importância que se muda para uma cidadezinha do interior da França após se separar da esposa em meio a brigas e conflitos. Ele claramente se odeia e, numa tentativa de se sentir apreço por si, decide gastar o dinheiro que retirou às pressas de sua conta conjunta com a mulher em uma jaqueta de pele de veado.

Em seu desespero, ele começa a falar com a peça de roupa e se torna obcecado por ela, a ponto de imaginar diálogos inteiros entre os dois. Um dia, ele se convence de que ela quer ser a única no mundo e que Georges é o encarregado de se livrar de todas as outras jaquetas. Esse delírio o leva a planos cada vez mais absurdos e, eventualmente, assassinos. 

OS DISFARCES DE TODOS OS DIAS 

É jocosa a maneira como Dupieux, que também escreve o roteiro, compara a vida de Georges com os outros moradores da vila, na medida que, na insignificância de suas existências, todos eles se apegam a objetos numa tentativa de se sentirem importantes. De certa forma, eles se tornam armaduras que protegem as pessoas do seu vazio existencial.

O protagonista, no entanto, está tão preso dentro de um ciclo de auto-rejeição que o desejo por uma armadura passa a ser quase literal: ele se torna obcecado por qualquer roupa feita de pele de veado e passa a se filmar durante cada momento em que está usando uma.

Quando Denise (Adèle Haenel), uma garçonete e editora de vídeo amadora que se torna amiga de Georges, vê suas gravações, ele mente dizendo ser um cineasta e que as imagens fazem parte de um filme. Ela deduz que o filme é sobre a maneira como as pessoas se fecham dentro de disfarces. Para além de toda a matança, esse é o real tema de “Deerskin“.

Dujardin está perfeito na pele do psicopata tristonho (e potencialmente “incel“), incorporando um homem tão ferido que perdeu a capacidade de tomar decisões racionais. As cenas em que ele tem que contracenar com a jaqueta são absurdas e incríveis. Quando os corpos começam a aparecer pela cidade, no entanto, o humor é seco e niilista e Dupieux pondera que justiça pode salvar os homens de suas próprias inseguranças. 

“Deerskin” não está preocupado em agradar a todos e seu sucesso deve ficar restrito a fãs de comédias muito ácidas. Seus detratores podem questionar sua lógica – seria impossível crimes como os do protagonista não o levarem a prisão – mas, para quem embarca em sua proposta, o longa é um dos filmes mais engraçados do ano. 

‘Instinct’: desejo sexual gera jogo arriscado em suspense holandês

Como qualquer estudioso de Freud pode afirmar, tesão pode ser algo complicado. Em "Instinct", estreia da atriz Halina Reijn na direção, uma nefasta atração dentro de um presídio explora os limites entre desejo e razão. Ancorado em uma atuação corajosa de Carice van...

‘O Irlandês’: o peso da violência em obra-prima de Martin Scorsese

Depois de demorar 26 anos para tirar do papel seu filme anterior, “Silêncio”, Martin Scorsese finalizou “O Irlandês”, seu novo projeto, em ‘apenas’ 12 anos. Parece adequado para uma história tão enérgica quanto intimista que aborda como o tempo afeta a vida de pessoas...

‘A Hidden Life’: teste de fé e paciência no cinema de Terrence Malick

Mantendo a fase mais prolífera de sua carreira, desencadeada pelo ganhador da Palma de Ouro em 2011, “A Árvore da Vida”, Terrence Malick está de volta com “A Hidden Life”. O projeto marca seu retorno ao uso de roteiros bem-estruturados - depois do experimentos com...

‘Ema’: Pablo Larraín mexe com a cabeça do público em filme indomável

"Ema", novo filme de Pablo Larraín ("Jackie") exibido no Festival de Londres, começa em chamas - uma metáfora apropriada para a vida de personagens que parecem entrar em combustão no calor de suas paixões. Longe do seu ambiente costumeiro - o drama histórico -, o...

‘Dois Papas’: Anthony Hopkins e Jonathan Pryce em atuações abençoadas

Um retrato bem-humorado de duas personalidades mundialmente conhecidas, "Dois Papas" é um show de atuação à moda antiga que se tornou um inesperado sucesso de público nos festivais de Telluride, onde estreou, e Toronto. O longa, também exibido no Festival de Londres,...

‘Entre Facas e Segredos’: Rian Johnson retorna às raízes em grande comédia

O que você faz depois de abalar as estruturas de uma das maiores franquias cinematográficas da história? Pois Rian Johnson resolveu voltar às origens. “Entre Facas e Segredos”, seu primeiro filme desde “Star Wars: Os Últimos Jedi”, é uma comédia sensacional que remete...

‘A Beautiful Day in the Neighbourhood’: além dos limites do burocrático

O estado atual da indústria cinematográfica permite engraçados paralelos. De um lado, temos filmes que imploram a tela grande sendo produzidos por empresas de streaming, como “Roma”, de Alfonso Cuáron, ou o “Suspiria” de Luca Guadagnino. Por outro, há projetos como...

‘Wasp Network’: Olivier Assayas derrapa em suspense sem rumo certo

"Wasp Network" não é o inferno, mas está cheio de boas intenções. A trama real dos Cinco Cubanos, que espionaram em prol da terra natal em pleno solo americano, rende um thriller implacável. Infelizmente, ele continua na promessa. O novo longa de Olivier Assayas,...

‘O Farol’: horror brota da solidão em ótimo terror de Robert Eggers

Na sua carreira até agora, o diretor Robert Eggers tem se mostrado um grande explorador do poder de isolamento. Se seu filme anterior, "A Bruxa", almejava observar como o puritanismo religioso atuava na mente de pessoas longe da civilização, em "O Farol", seu novo...

‘Histórias de um Casamento’: os dolorosos detalhes do fim de um casal

O mais difícil de “Histórias de um Casamento” é saber lidar com o quão engraçado ele é. Não se engane: essa é uma história devastadora sobre um divórcio e a subsequente batalha judicial dos ex-cônjuges. Porém, a delicadeza com que o diretor-roteirista...