O prolífico cineasta alemão Werner Herzog retorna construindo um filme surpreendentemente tocante em cima de uma premissa absurda: “Family Romance, LCC” estreou fora da competição em Cannes e, agora, foi exibido no Festival de Londres. A obra é uma análise imperfeita das necessidades humanas em estilo que lembra o francês Michel Gondry, diretor de “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças”.

No filme, um empresário japonês (Ishii Yuichi) é contratado para fingir ser o pai de uma garota (Mahiro Tanimoto). Aos poucos, o roteiro ­­– também escrito por Herzog – revela que o empresário dono de um negócio que consiste no aluguel de pessoas para promover experiências. Cenas do cotidiano de seu trabalho são alternadas com suas interações com a garota, que começa a se afeiçoar demais a ele e, com isso, gerar um problema.

A princípio, a estética sem orçamento do longa incomoda: a falta de resolução do vídeo digital é perceptível, a luz estoura em vários momentos e uma música onipresente chateia depois dos primeiros 10 minutos. O diretor, que tem uma longa carreira em documentários, até pega emprestada uma das pragas atuais do gênero: as longas tomadas aéreas feitas por drones, usadas sem nenhum propósito.

Entre ficção e realidade

Os espectadores que passarem por cima das limitações do projeto encontrarão um filme sobre as medidas extremas que pessoas tomam na busca de sentir algo ou proporcionar algo a alguém. O fato de que, na vida real, Yuichi realmente trabalha para uma empresa similar e, assim, interpreta uma versão ficcional dele mesmo dá um tom quase surreal ao filme.

O emprego de Yuichi não é muito diferente do Mr. Oscar – o protagonista de “Holy Motors”, de Leos Carax: ele vai de lugar a lugar, interpretando papéis para pessoas dispostas a acreditar em sua atuação. Pegando a empresa real como ponto de partida, Herzog quer olhar para essa auto-ilusão de frente e perguntar o que ela diz sobre a condição humana.

Nesse intuito, o diretor não faz julgamentos e reconhece o valor tanto das pessoas que fornecem essas ilusões quanto das pessoas que as pedem. Como não sentir empatia, por exemplo, da dona de casa que contrata a empresa para, regularmente, bater à sua porta e fingir que ela ganhou na loteria? Em uma vida ditada pelo ordinário, um pouco de extraordinariedade é o bem mais cobiçado.

O “conforto” do faz-de-conta

Mais pungente, no entanto, é o peso emocional de viver em um mundo de faz-de-conta. Yuichi fica encantado com a possibilidade de fingir seu próprio funeral, pois, na morte, ele encontra uma paz que sua série de papéis não lhe proporciona. Como nada a sua volta é real, ele questiona a realidade e chega a pensar que, talvez, sua própria família seja formada por atores – algo que o atormenta e expõe uma humanidade que ele não pode mostrar aos clientes.

É na habilidade de tocar grandes questões de forma quase improvisada que o talento de Herzog fica claro. Com apenas 89 minutos, “Family Romance, LLC” não tem a profundidade dos melhores do diretor, mas é um projeto cuja fascinante ideia mostra o poder que a ficção exerce na vida contemporânea.

‘Delia Derbyshire: The Myths and Legendary Tapes’, o retrato multifacetado de uma viajante do tempo

https://www.youtube.com/watch?v=CM8uBGANASc O tradicional seriado “Doctor Who” completou 57 anos em novembro de 2020. A música-tema - um dos primeiros inteiramente eletrônicos criados para a televisão - entrou para os anais da ficção científica e, ainda que diversos...

‘David Byrne’s American Utopia’, a sequência espiritual de ‘Stop Making Sense’

Em certo ponto de "David Byrne's American Utopia", filme que registra o recente show que Byrne apresentou na Broadway, o músico faz questão de lembrar o público do Teatro Hudson, em Nova York, de que tudo o que eles estão ouvindo é gerado ao vivo. Ele admite não ter...

‘Cicada’: delicado romance marcado por traumas masculinos

Com uma poderosa abordagem sobre traumas masculinos, "Cicada" é um corajoso drama que aponta Matthew Fifer como uma nova voz do cinema queer dos EUA. O filme de Fifer e Kieran Mulcare, que estreou no Festival Outfest em Los Angeles e foi exibido no Festival de Londres...

‘Ammonite’: um cansativo sub-‘Retrato de uma Jovem em Chamas’

Depois do sucesso de seu primeiro longa, "O Reino de Deus", Francis Lee torna a apostar em um romance LGBT em sua nova produção, "Ammonite". No entanto, as semelhanças entre os filmes acabam por aí. Mesmo contando com performances poderosas de Kate Winslet e Saoirse...

‘A Voz Humana’: Tilda Swinton hipnotiza em Almodóvar menor

Unindo dois titãs do cinema, "A Voz Humana" é um filme cuja primeira foto de bastidor já foi suficiente para quebrar a internet cinéfila. A visão do diretor espanhol Pedro Almodóvar ao lado da atriz britânica Tilda Swinton veio cheia de promessa e o curta - que...

‘Um Crime Comum’: angústia da culpa domina belo thriller argentino

Combinando thriller psicológico e drama social, "Um Crime Comum", novo filme de Francisco Márquez, vê uma mulher entrar em colapso diante de um senso de culpa coletiva. Uma co-produção Argentina-Brasil-Suíça, o longa, que estreou na Berlinale, marca a única presença...

‘Another Round’: Mads Mikkelsen arrasador em comédia ácida

Se você queria ver Mads Mikkelsen bebendo até cair e mostrando um certeiro timing cômico, você acaba de achar seu filme do ano. "Another Round", longa de Thomas Vinterberg que estreou em Toronto e foi exibido no Festival de Londres deste ano, reúne o cineasta com o...

‘Fábulas Ruins’: conto italiano totalmente perdido

Era uma vez, nos subúrbios de Roma, crianças que tentaram sobreviver às férias de verão a despeito de seus pais e responsáveis. Esse é o mote de "Fábulas Ruins", drama italiano que estreou na Berlinale - onde ganhou o prêmio de melhor roteiro - e foi exibido no...

‘El Prófugo’: suspense digno dos clássicos do ‘Supercine’

Após um evento traumático, uma dubladora se vê às voltas com um estranho fenômeno em "El Prófugo", suspense argentino que estreou na Berlinale e foi exibido no Festival de Londres deste ano. Depois de brincar com a comédia policial em seu primeiro longa "Morte em...

‘Never Gonna Snow Again’: curiosa história de um super-herói do leste europeu

De uma terra desolada pela radiação, um viajante chega a uma cidade e, com estranhos poderes, se dedica a mudar a vida de seus habitantes. "Never Gonna Snow Again", drama polonês exibido no Festival de Londres deste ano, pode não pertencer à franquia da Marvel ou da...