Dirigido por João Paulo Miranda Maria, ‘A Moça que Dançou com o Diabo’ recebeu menção honrosa do júri de curtas-metragens do Festival de Cannes 2016. O prêmio principal da categoria ficou com o espanhol “Timecode”, de Juanjo Jimenez. A cerimônia de premiação ocorre na tarde deste domingo (22), na França.

‘A Moça que Dançou com o Diabo’ tem 14 minutos e trata-se de uma releitura contemporânea de um lenda do interior paulista, contada há mais de cem anos. A adaptação trata de uma menina que vive o conflito entre a religião e suas descobertas da adolescência. Ela dança com um forasteiro, que revela ser O Diabo.

Voltada para diretores estreantes, a Câmera de Ouro foi para Houda Benyamina pelo filme “Divines”, enquanto Jean-Pierre Léaud venceu a Palma de Ouro honorária.

Facebook Comments