A organização do Festival de Berlim escolheu Darren Aronofsky como presidente do júri da edição 2015. Em comunicado à imprensa, o diretor do evento, Dieter Kosslick, o cineasta americano “tem se destacado como um protagonista de destaque no cinema de autor contemporâneo. Em sua abordagem artística ele sempre usa a linguagem cinematográfica para sua possibilidade estética”.

Aronofsky começou no cinema com o cult “Pi” e obteve reconhecimento da crítica no elogiado “Réquiem Para um Sonho”. Depois da recepção morna do filosófico “A Fonte da Vida”, o cineasta ressuscitou o talento de Mickey Rourke em “O Lutador”, filme vencedor do Festival de Veneza de 2008. O próximo passo foi “Cisne Negro”, sendo indicado pela primeira vez ao Oscar de Melhor Diretor. Em 2014, lançou o polêmico “Noé”.

O Festival de Berlim teve como presidentes dos júris nos últimos anos James Schamus (2014), Wong Kar-Wai (2013), Mike Leigh (2012), Isabella Rossellini (2011) e Werner Herzog (2010). O evento em 2015 será realizado nos dias 5 a 15 de fevereiro.

Facebook Comments