Os ganhadores do Oscar Jennifer Lee e Pete Docter foram escolhidos para substituir John Lasseter, ex-chefe criativo da Pixar e dos estúdios de animação da Disney, que deixou o cargo após acusações de assédio sexual.

O anúncio foi feito pelo presidente da Walt Disney Studios, Alan Horn, citado pela agência Associated Press.

Lee e Docter dirigiram, respectivamente, “Frozen: Uma aventura congelante” (2013) e “Up: Altas aventuras” (2009), ambos premiados na categoria Melhor Animação do Oscar. Docter também está entre os responsáveis por “Divertida Mente” (2015) e “Monstros S.A.” (2001).

Lee foi nomeada chefe de criação dos estúdios de animação da Disney. Docter assumirá o cargo de diretor criativo da Pixar.

Horn disse em um comunicado que os dois incorporam “o espírito, a cultura e os valores” de seus estúdios.

Acusações de assédio

Em novembro do ano passado, Lasseter citou “conversas dolorosas” e “erros” ao anunciar que se afastaria de suas funções. Uma reportagem da revista “The Hollywood Reporter” afirmou que ele era conhecido por “agarrar, beijar e fazer comentários sobre aparência física”.

A publicação também disse que a atriz Rashida Jones (“Parks and recreation”) e seu parceiro Will McCormack desistiram de escrever o roteiro de “Toy story 4” após um episódio de assédio do executivo.

Co-fundador da Pixar, Lasseter se tornou chefe criativo da Disney em 2006, quando a empresa comprou o estúdio de animação. Como diretor, foi responsável por sucessos como “Toy story” (1995), “Vida de inseto” (1998) e “Carros” (2006).

do site G1

Facebook Comments