Presente no Festival de Berlim 2018, a estrela do cinema alemão, Hanna Schygulla fez críticas indiretas ao movimento feminista #MeToo. Na mesma coletiva de imprensa, porém, ela revelou ter sido agredida com um tapa pelo diretor Rainer Werner Fassbinder durante a gravação de um filme. As informações são do site The Hollywood Reporter.

Hanna Schygulla participou de dois dos maiores sucessos da carreira do cineasta alemão: “O Casamento de Maria Braun” e “Lilli Marlene”. A atriz de 74 anos falou sobre a experiência traumática com o diretor. “Quando comecei a fazer filme, Fassbinder me deu um tapa na cara e disse que eu tinha de aguentar. Eu sei que isso é um tabu hoje em dia, mas, há um problema atualmente que as pessoas estão se tocando cada vez menos”, declarou.

Apesar de ter ganho apoio das principais estrelas do cinema mundial, o #MeToo também sofreu críticas de importantes nomes como, por exemplo, Michael Haneke e Catherine Deneuve. Hanna Schygulla está em Berlim para lançar o novo filme da carreira, “The Preyer”.

Facebook Comments