Os 70 anos do Festival de Cannes tinha como principal atração “Happy End”. O filme estrelado por Jean-Louis Trintignant e Isabelle Huppert era o grande favorito para vencer, consagrando Michael Haneke como uma lenda do evento francês. O diretor austríaco conta com longas ganhadores da Palma de Ouro – “Caché” e “A Fita Branca”.

O tricampeonato, porém, não saiu desta vez. Na verdade, “Happy End” decepcionou bastante se levar em conta somente a premiação: o longa saiu sem nenhum prêmio do evento. A tão sonhada Palma de Ouro acabou nas mãos do sueco “The Square”, de Ruben Östlund.

Ainda sem previsão de estreia nos cinemas brasileiros, “Happy End” traz Georges Laurent (Jean-Louis Trintignant), patriarca da família, que está preso em uma cadeira de rodas. Sua filha Anne (Isabelle Huppert) ainda mora com ele, enquanto que seu filho Thomas (Matthieu Kassovitz) acaba de retornar para a casa do pai, junto com a esposa e a filha Eve (Fantine Harduin), cuja mãe faleceu recentemente. Entre eles existe uma intensa incomunicabilidade, que faz com que todos levem a vida segundo seus interesses pessoais.

Facebook Comments