O júri da Mostra de Cinema de Tiradentes anunciou no último sábado os vencedores de sua 19ª edição. O festival, que aconteceu entre os dias 22 e 30 de janeiro na cidade mineira, contou com mais de 35 títulos em sua programação, entre curtas e longas-metragens, elegendo seis vencedores em diferentes categorias.

O longa vencedor da mostra Aurora, a principal do evento, que reúne obras de diretores estreantes, foi Jovens infelizes ou Um homem que grita não é um urso que dança, eleito pelo júri oficial. Dirigido pelo paulista Thiago B. Mendonça, o filme acompanha um grupo de jovens artistas da cidade de São Paulo que buscam criar uma arte revolucionária.

Tropykaos, do diretor baiano Daniel Lisboa, venceu a mostra Transições. O filme foi escolhido pelo Júri Jovem, formado por estudantes universitários entre 18 e 25 anos. Já Geraldinos, de Pedro Asbeg e Renato Martins, levou o Troféu Barroco de melhor longa pelo público. Na categoria de curtas-metragens, foram premiadas produções dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores da Mostra deste ano:

Melhor longa da Mostra Aurora – Júri da Crítica: Jovens infelizes ou um homem que grita não é um urso que dança (SP), de Thiago B. Mendonça

Melhor longa da Mostra Transições – Júri Jovem: Tropykaos (BA), de Daniel Lisboa

Melhor longa – Júri Popular: Geraldinos (RJ), de Pedro Asbeg e Renato Martins

Melhor curta da Mostra Foco – Júri da Crítica: Noite escura de São Nunca (RJ), de Samuel Lobo

Melhor curta – Júri Popular: Madrepérola (RS), de Deise Hauenstein

Melhor curta – Prêmio Canal Brasil: Eclipse solar (ES), de Rodrigo de Oliveira

do site Filme B

Facebook Comments