No duelo das mães, a vencedora veio de “Eu, Tonya”. Allison Janney ganhou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante. A produção tem estreia prevista nos cinemas brasileiros para o dia 15 de fevereiro.

Apesar de ser uma eterna figurante nos cinemas com participações em filmes conhecidos como “10 Coisas que eu Odeio em Você”, “As Horas”, “Juno” e “A Garota no Trem”, Allison Janney possuía cinco indicações ao Globo de Ouro. Todas ela por trabalhos na televisão: quatro nomeações por “The West Wing” e uma por “Mom”.

Em “Eu, Tonya”, Allison Janey interpreta a obsessiva mãe da personagem interpreta por Margot Robbie. A rotina de cobranças e reclamações levam a filha a ser tornar competitiva além do limite do aceitável.

OPINIÃO e PANORAMA PARA O OSCAR

Mesmo sem ser conhecida do grande público, Allison Janey vem aos poucos conseguindo ganhar terreno em uma categoria ainda aberta. Sem favoritas claras, a disputa de Melhor Atriz Coadjuvante da temporada se desenha para ficar com a intérprete de “Eu Tonya” e Laurie Metcalf, de “Lady Bird”.

A coincidência está no fato de que as duas interpretam as mães das protagonistas – uma boa mostra dos papéis que sobram para atrizes de meia-idade em Hollywood que não sejam Meryl Streep.

Somente o SAG vai permitir ter uma noção clara de quem está à frente rumo ao Oscar. Mas, Allison sai na frente.

VENCEDORES DOS ÚLTIMOS ANOS DO GLOBO DE OURO DE MELHOR ATOR COADJUVANTE

2017 – Viola Davis, por “Um Limite Entre Nós” (venceu o Oscar)

2016 – Kate Winslet, por “Steve Jobs”

2015 – Patricia Arquette, por “Boyhood” (venceu o Oscar)

2014 – Jennifer Lawrence, por “Trapaça”

2013 – Anne Hathaway, por “Os Miseráveis” (venceu o Oscar)

Facebook Comments