Alvo de protestos desde o lançamento, a comédia “A Morte de Stalin”, de Armando Iannucci, está banida dos cinemas da Rússia. A decisão veio do Ministério da Cultura do país por conter “informações cuja distribuição são legalmente banidas na Rússia”. As informações são do site do site da Variety.

“A Morte de Stalin” se passa na União Soviética, em 1953. Após a morte de Josef Stalin, o alto escalão do comitê do Partido Comunista se vê em momentos caóticos para decidir quem será o sucessor do líder soviético. O elenco conta com Adrian McLoughlin, Steve Buscemi, Olga Kurylenko, Jeffrey Tambor, Jason Isaacs e Andrea Risebourough. A produção foi indicada a dois Bafta: Filme Britânico do ano e Roteiro Adaptado.

Em outubro de 2017, a produção já havia sido alvo de críticas de deputados russos. O porta-voz e parlamentar do Partido Comunista russo, Alexander Yushchenko, descreveu o filme como “uma imundície abominável” em entrevista citada pelo site do partido. “O apoio atual – inclusive a Stalin e ao (fundador do Estado, Vladimir) Lenin – está crescendo, acima de tudo entre os jovens”, afirmou.

Integrante do Cine Set, Lucas Pistilli analisou “A Morte de Stalin” no Cine Set e elogiou o longa. Leia clicando aqui.

Facebook Comments