Um grande júri de Nova York acusou o produtor de cinema Harvey Weinstein por uma nova denúncia de agressão sexual por parte de uma terceira mulher, em um caso que remonta a 2006, anunciaram os promotores nesta segunda-feira (1).

O antes todo-poderoso magnata, que já enfrenta acusações de estupro e agressão sexual contra outras duas mulheres, foi acusado com três novas queixas, pelas quais poderá ser condenado à prisão perpétua, afirmou o promotor do distrito de Manhattan, Cyrus Vance.

No início de junho, três mulheres apresentaram uma nova demanda civil coletiva contra o ex-produtor de Hollywood. As acusações feitas a um tribunal de Nova York citam agressão sexual, apalpação, privação de liberdade e uma delas, estupro.

Dias antes, Harvey havia se entregado à polícia de Nova York. O produtor de filmes como “Shakespeare apaixonado” (1998) foi acusado por ao menos 75 mulheres de crimes sexuais.

da Agência France Press

Facebook Comments