O renomado diretor japonês Hayao Miyazaki anunciou recentemente que deu início ao projeto de um novo filme de animação no Studio Ghibli, em Tóquio. Não bastasse isso, ele revelou também que anda fazendo experimentos com computação gráfica para a obra.

“Acabo de iniciar um novo anime”, Miyazaki contou aos repórteres numa rara entrevista coletiva, “É um projeto maravilhoso. Trabalharei com minha equipe de sempre, além de uma nova equipe do mundo da computação gráfica”. Antes dos fãs se empolgarem muito, é preciso dizer que esse novo projeto é um curta-metragem de 10 minutos, que será exibido no Museu Ghibli, no Japão, e contará a história de uma lagarta chamada Boro.

Vale lembrar que Hayao Miyazaki anunciou sua aposentadoria depois do término de “Vidas ao Vento“, em 2013. Porém, ele afirmou na coletiva que continua ligado à atividade. “Ainda trabalho muito. A única diferença é que eu chego ao estúdio 30 minutos depois. Antes eu chegava 30 minutos antes”, afirmou.

Na ocasião da coletiva de imprensa, Hayao Miyazaki também criou polêmica ao criticar o Primeiro Ministro japonês, Shinzo Abe, pelos planos de expandir o poderio militar do Japão. Com a proximidade da data em que o país se rendeu ao final da Segunda Guerra Mundial, Miyazaki acredita que as escolhas de Abe ferem a posição pacifista do país, em especial, nas relações com a China. “Deve ser muito claro que uma guerra agressiva foi um grande erro, e que temos que nos arrepender profundamente pelo grande dano que isso causou aos chineses”, ele disse, “Há muitas pessoas que querem esquecer isso, mas é algo que não deve nunca ser esquecido.

Facebook Comments