Ao lado de Magneto da série “X-Men”, Gandalf foi um divisor de águas na carreira de Ian McKellen. Antes apenas conhecido entre os mais cinéfilos, o veterano ator se tornou uma das figuras mais importantes do cinema americano. Se em “O Senhor dos Anéis”, ele não teve nada para reclamar, inclusive, obtendo a segunda indicação ao Oscar da carreira por “A Sociedade do Anel”, o mesmo não se pode dizer da trilogia “O Hobbit” como revelou em entrevista para um documentário sobre a própria carreira. As informações são do site Indiewire.

Para McKellen, a atuação dele como o mago em “O Hobbit” foi péssima. “Fui miserável”, confessou. O motivo, segundo ele, foi o uso excessivo do fundo verde nos estúdios impessoais de Hollywood em vez de locações reais. “Pode ser a minha impressão, mas, não lembro do fundo verde em “O Senhor dos Anéis”. Se Gandalf estava no topo de uma montanha, ele estava no topo de uma montanha. Esta tecnologia começou a ser inventada enquanto fazíamos o filme. Não estava envolvido neste processo; eu era apenas um ator na montanha. Tenho a tendência de não lembrar dos maus momentos, mas, não lembro de ter havido algo assim. Recordo de aproveitar cada momento daqueles filmes”, disse.

Sobre a possibilidade de voltar a viver Gandalf na série de “O Senhor dos Anéis” na Amazon Studios, o ator declarou, em outras ocasiões, não ter sido convidado para o projeto, mas, deixou claro que não faria objeções a ser mais um vez o personagem. Enquanto o convite não acontece, Ian McKellen será visto nos cinemas em “Hamlet Revenant”, “The Good Liar” e “Schadenfreude”

Facebook Comments