A 6ª edição da Mostra Tiradentes em São Paulo termina nesta quarta-feira (21) com uma homenagem ao ensaísta, pesquisador e professor Ismail Xavier. A última noite de sessões terá ainda a exibição de três longas em pré-estreia nacional. Aberta no dia 15, a mostra apresentou 32 filmes, parte deles premiados na edição mineira, e destacou “a nova safra da produção brasileira contemporânea”. As atividades ocorrem no CineSesc e incluem, além da exibição de filmes, debates e ações formativas.

É a primeira vez que a Mostra Tiradentes em São Paulo tem um homenageado especial para a versão itinerante do evento. De acordo com os organizadores, a escolha de Xavier tem o objetivo de reconhecer profissionais que fazem parte da vida acadêmica e são responsáveis pela formação de outros realizadores e pesquisadores. Ele é professor emérito da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP). A homenagem será às 20h30.

A programação terá início às 17h30 com a exibição de Lírios não Nascem da Lei, da cineasta Fabiana Leite. O título faz parte do Chamado Realista, uma das cinco mostras temáticas que compõem o evento. Às 19h, será a pré-estreia nacional do filme Imo, com direção de Bruna Schelb Correa. Ela participará de debate, após a exibição, com mediação da curadora Camila Vieira. Às 21h o filme de encerramento será Inaudito, de Gregorio Gananian. Também haverá bate-papo com o diretor após a sessão.Ara Pyau

Na noite de segunda-feira (19), indígenas Guarani lotaram a sala de cinema para conferir o filme Ara Pyau – A Primavera Guarani. O documentário do cineasta Carlos Eduardo Magalhães conta o processo de luta pela demarcação da Terra Indígena Jaraguá, na zona norte paulistana.

A programação completa da Mostra Tiradentes SP pode ser conferida no site.

da Agência Brasil

Facebook Comments