O juiz federal dos EUA, Percy Anderson, rejeitou e arquivou a denúncia feita pelo escritor Paul Zindel sobre um suposto plágio feito por Guillermo Del Toro em relação ao roteiro do ganhador do Oscar, “A Forma da Água”. O ganhador do Pulitzer alegava que a ficção científica continha trechos muitos semelhantes à peça “Let me Hear You Whisper”, de 1969. As informações são do site The Hollywood Reporter.

“A Corte concluiu que, apesar da existência de algumas pequenas semelhanças, o filme e o livro não são substancialmente parecidos com a peça”, emitiu o juiz na sentença. Para tanto, Percy Anderson analisou o argumento, temas, diálogos, personagens e ritmos de ambas as histórias; tudo colocado na decisão judicial.

Entre os pontos considerados dissonantes pelo magistrado está a relação entre a protagonista com a criatura, sendo, na peça, algo mais relacionado a simplesmente salvar o animal, enquanto em “A Forma da Água”, a personagem de Sally Hawkins tem uma relação amorosa com o ser. Além disso, o juiz afirmou que o argumento – um funcionário de uma instalação científica decidir libertar uma criatura sujeita a experimentos maléficos – é algo generalista de mais para ser considerado como algo para ser protegido.

“A Forma da Água” se passa em um laboratório de segurança máxima do governo, durante a Guerra Fria, a solitária Elisa está presa em uma vida de silêncio e isolamento. Sua vida mudará para sempre quando ela e sua colega de laboratório Zelda descobrem um experimento secreto. Ganhador do Leão de Ouro do Festival de Veneza 2017, a produção traz Sally Hawkins, Octavia Spencer, Michael Shannon e Richard Jenkins no elenco.

Facebook Comments