A Associação de Críticos de Cinema de Nova York privilegiou os independentes e elegeu, nesta quinta-feira (30), “Lady Bird” o melhor filme de 2017. A produção de Greta Gerwig ainda faturou a estatueta de Melhor Atriz com Saoirse Ronan. As informações são do site da Variety.

Exceto por Willem Dafoe, por “Projeto Flórida”, em Melhor Ator Coadjuvante, os críticos novaiorquinos apostaram em jovens talentos nas categorias de atuação: Timothée Chalamet, por “Call Me By Your Name”, se sagrou o Melhor Ator e Tiffany Haddish surpreendeu ao ganhar como Atriz Coadjuvante pela comédia “Girls Trip”, além de Saoirse. O prêmio de direção também ficou com uma figura da nova geração: Sean Barker, de “Projeto Flórida”.

Paul Thomas Anderson não saiu de mãos abanando: “Phantom Thread” levou como Melhor Roteiro. Já “Mudbound”, do Netflix, ficou com Melhor Direção de Fotografia, enquanto a Pixar obteve a estatueta de Melhor Animação com “Viva – A Vida é uma Festa”. Jordan Peele ganhou como Melhor Filme de Diretor Estreante em “Corra!”, o francês “120 Batimentos por Minuto” se sagrou o Melhor Filme Estrangeiro e Agnès Varda com “Faces Places” recebeu a honraria de Melhor Documentário.

VEJA A LISTA COMPLETA DE VENCEDORES:

Melhor Filme – “Lady Bird”

Melhor Diretor – Sean Baker, de “Projeto Flórida”

Melhor Ator – Timothée Chalamet, por “Call Me By Your Name”

Melhor Atriz – Saoirse Ronan, por “Lady Bird”

Melhor Ator Coadjuvante – Willem Dafoe, por “Projeto Flórida”

Melhor Atriz Coadjuvante – Tiffany Haddish, por “Girls Trip”

Melhor Roteiro – “Phantom Thread”

Melhor Direção de Fotografia – “Mudbound”

Melhor Filme Estrangeiro – “120 Batimentos por Minuto” (França)

Melhor Documentário – “Faces Places”, de Agnès Varda

Melhor Animação – “Viva – A Vida é uma Festa”

Melhor Filme de Diretor Estreante – “Corra!”, de Jordan Peele

Prêmio Especial – Molly Haskell (crítica de cinema do The New York Times)

Facebook Comments