O cinema mundial perdeu um dos maiores nomes da direção de fotografia de toda sua história. Robby Muller morreu aos 78 anos nesta quarta-feira (4) em Amsterdã. Ele foi o responsável por obras-primas do cinema como “Paris, Texas”, “Dançando no Escuro”, “Daunbailó” e “Repo Man: A Onda Punk”. As informações são do site Indiewire.

Muller foi um grande colaborador de gigantes do cinema europeu como Wim Wenders, Jim Jarmusch, Lars von Trier, Alex Cox e Barbet Schroeder. Nascido em Curaçao, nas Antilhas Holandesas, ele estudou cinema na Netherlands Film Academy e estreou em longas-metragens em 1970 no longa “Summer in the Sun”, de Wim Wenders.

Os últimos trabalhos dele foram realizados em 2004 nos curtas “Ashes”, “Nach grauen Tagen”, “Visions of Europe”, enquanto o longa derradeiro foi um segmento de “Sobre Café e Cigarros”, do ano anterior. Segundo o jornal holandês, Robby Muller sobre de demência há anos e deixa a esposa Andrea Muller e um filho.

Facebook Comments