O filme “Para Sempre Alice”, drama independente sobre a luta de uma mulher que se vê sofrendo do mal de Alzheimer, acabou rendendo à estrela Julianne Moore o Oscar de Melhor Atriz na cerimônia do mês passado. Hoje uma notícia triste relativa ao filme comoveu os fãs de cinema: foi divulgado pela sua assessoria que o diretor e roteirista do filme, Richard Glatzer, faleceu em Los Angeles. Ele tinha 63 anos.

Glatzer sofria de Esclerose Lateral Amiotrófica, também conhecida como doença de Lou Gherig, em homenagem ao jogador de baseball que morreu por causa dela. Ele já se encontrava em condição debilitada durante as filmagens de “Para Sempre Alice”, e o filme foi co-dirigido pelo seu marido, o também roteirista e diretor Wash Westmoreland.

Glatzer e Westmoreland começaram a trabalhar no projeto de “Para Sempre Alice” em 2011, após lerem o livro de Lisa Genova no qual o filme se baseia. Naquele mesmo ano Glatzer foi diagnosticado com a sua doença. As filmagens foram difíceis para ele: ao final do processo ele só conseguia se comunicar batendo o dedão do pé direito num iPad especificamente desenhado para este fim. Mesmo assim, ele não se ausentou de nenhum dia de filmagem.

Dois dias antes da cerimônia do Oscar, Glatzer foi hospitalizado com problemas respiratórios. Westmoreland acabou assistindo à cerimônia do hospital, ao lado do seu marido. Numa entrevista recente à NPR, Glatzer chegou a afirmar que se sentiu determinado a transformar “Para Sempre Alice” em filme. “A história era muito importante para mim”, afirmou.

Glatzer e Westmoreland se conheceram em 1995 e se casaram em 2013. Além de “Para Sempre Alice”, trabalharam juntos também nos filmes “The Fluffer” (2001), “Quinceanera” (2006) – vencedor do prêmio do júri em Sundance – e “The Last of Robin Hood” (2013), estrelado por Kevin Kline.

Richard Glatzer, acompanhado de Wash Westmoreland e das atrizes Kristen Stewart e Julianne Moore

Richard Glatzer, acompanhado de Wash Westmoreland e das atrizes Kristen Stewart e Julianne Moore

O público de Manaus poderá conferir “Para Sempre Alice” nos cinemas da cidade a partir desta quinta-feira – leia aqui.

E leia a nossa crítica do filme aqui.

Facebook Comments