A Netflix anunciou a contratação do roteirista Evan Spiliotopoulos para a continuação de “Bright”. O americano de origem grega traz no currículo sucessos como a nova versão de “A Bela e a Fera” e “O Caçador e a Rainha do Gelo“. A direção volta a ficar a cargo de David Ayer (“Esquadrão Suicida”). As informações são do site Deadline.

Por outro lado, o autor da primeira versão do roteiro, Max Landis, continua de fora. Ele chegou a ganhar até US$ 4 milhões em 2016 devido aos direitos autorais. A saída dele do longa original ocorreu devido a diferenças criativas com David Ayer. Já Will Smith e Joel Edgerton devem voltar como protagonistas da sequência.

Sucesso de público e detonado pela crítica, “Bright” custou US$ 90 milhões para os cofres da Netflix, tornando-se a produção mais cara do serviço de streaming. A história se passa em um mundo habitado por diferentes espécies, onde um policial humano (Will Smith) e seu parceiro orc (Joel Edgerton) encontram um artefato que os coloca no centro de uma profética guerra por território.

Facebook Comments