A relação da Netflix com o Japão não poderia ser melhor. Após anunciar, em fevereiro deste ano, a distribuição de seu serviço de streaming no país oriental para o segundo semestre de 2015, a empresa fechou agora uma parceria com a Yoshimoto Kogyo, importante agência de talentos japonesa, baseada em Osaka e com mais de 6 mil artistas em sua lista, parte de um conglomerado de entretenimento que engloba a produção de programas para a TV. A parceria visa à produção de conteúdo local para a empresa de TV por internet, de forma a fortalecer a presença da Netflix no país.

Os termos acordados, no entanto, foram pouco convencionais para o mercado japonês: a Netflix irá subsidiar parte dos custos de produção, em troca do direito de exibição exclusivo durante um período de tempo. Enquanto isso, a Yoshimoto irá reter os direitos autorais, permitindo-lhe vender o conteúdo em outras localidades.

A ideia da agência de talentos é produzir programas e dramas variados para a Netflix, e especula-se que a primeira série produzida sob este acordo será comandada por Sanma Akashiya, comediante popular na televisão local.

A Netflix também está em negociação com outras produtoras japonesas, estúdios de animação e produtores de conteúdo em geral para acordos similares.

Como resposta ao anúncio, 29 produtoras de conteúdo no Japão, incluindo grandes emissoras de TV e estúdios de cinema, se uniram no final de maio para formar um consórcio batizado de Japan Contents Group (JCG). O objetivo é lançar um serviço local de pay per view para concorrer com o Netflix até o final do ano.

do site Filme B

Facebook Comments