A decisão da Disney em ter um sistema próprio de streaming deixou a Netflix em apuros. Sem poder mostrar mais as tradições animações a partir de 2019, a luta da empresa de Ted Sarandos está concentrada em garantir no catálogo a saga “Star Wars” e os filmes da Marvel Studios. As informações são do site da Variety.

Para Sarandos, a opção da Disney em ter o próprio streaming é uma evolução natural para uma empresa de mídia e será complementar ao feito com a Netflix. “Este foi o motivo da gente ter apostado neste negócio original há cinco anos”, afirmou o executivo. A parceria entre as duas empresas começou em 2012.

Os lançamentos da Disney para 2019 nos cinemas e, futuramente, no próprio streaming, incluem o segundo filme da série “Frozen”, “Toy Story 4” e a versão em live-action de “O Rei Leão”.

Facebook Comments