Há anos o streaming mostram-se fortíssimo pelo mundo, mas apenas agora os números começam a confirmar essa supremacia. A Netflix, final e oficialmente, tem mais assinantes que as principais companhias de TV a cabo norte-americanas (Comcast, Charter, Mediacom, Cable ONE, entre outras). A empresa passou da marca de 50 milhões de assinantes nos EUA. São 50,85 milhões de clientes contra 48,6 milhões das TVs. Os números são resultado de uma queda contínua da TV a cabo combinada com uma crescente constante da empresa de VoD.

Porém, é importante lembrar que, nos Estados Unidos, a TV a cabo representa apenas 50% do total da TV paga. Os outros 50% são constituídos pela TV por satélite, que tem 38 milhões de assinantes, e serviços de TV que chegam aos lares pela internet, como o Sling TV ou Direct TV now.

No total, são 93,3 milhões de assinantes divididos entre cabo, satélite e streaming de canais de TV, o que representa 95% dos espectadores de TV paga. A Netflix provavelmente não chegará tão cedo à marca de 100 milhões e em algum momento certamente vai encontrar uma barreira para seu crescimento, mas o estudo liga um sinal de alerta para as empresas de televisão, que deverão se reinventar para não ficarem pra trás. Algumas delas, por exemplo, já oferecem acesso à Netflix através de seu próprio receptor.

Cinema pode ser ultrapassado em 2019

E o streaming não ameaça apenas a TV paga. Há também uma forte competição com o cinema, com ‘armas’ como filmes feitos apenas para VoD, vide a polêmica causada em Cannes com a exibição de dois filmes da Netflix que não devem ser exibidos nas telonas (Okja, de Joong-Ho Bong e The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach). Um estudo da PricewaterhouseCoopers prevê que em 2019 a receita das empresas de streaming já superem as do cinema como um todo nos EUA, chegando a cerca de US$ 13 bilhões contra estimados US$ 11 bilhões do cinema.

do site Filme B

Facebook Comments