A animação brasileira “O Menino e o Mundo” e o documentário O Sal da Terra, dirigido por Wim Wenders e pelo brasileiro Juliano Ribeiro Salgado, foram escolhidos os melhores em suas categorias na 2ª edição do Prêmio Platino, em cerimônia neste sábado (18) na cidade de Marbella, no sul da Espanha.

Mas o grande vencedor da noite foi a coprodução espanhola e argentina Relatos Selvagens, que ganhou oito dos dez prêmios a que foi indicados, incluindo de melhor filme de ficção ibero-americano, além de melhor direção, melhor atriz, melhor roteiro, melhor trilha sonora, direção de som, montagem e direção de arte.

Concorriam a melhor filme o cubano “Conduta”; o espanhol “A Ilha Mínima”; “Mr. Kaplan”, co-produzida por Espanha e Uruguai, e a co-produção entre Venezuela, Peru e Argentina “Pelo Malo”.

Um dos produtores do filme, Agustín Almodóvar, dedicou o prêmio a seu irmão Pedro Almodóvar e a Esther García, co-produtora do longa.

O diretor do filme, Damián Szifrón, ganhador do prêmio de melhor diretor, agradeceu novamente a seus familiares e companheiros neste laureado longa-metragem.

O prêmio foi entregue pelo ator americano de origem mexicana Edward James Olmos e o intérprete português Joaquím de Almeida.

O longa ganhou o Prêmio do Público no festival de cinema de San Sebastián de 2014, e foi indicado a melhor filme estrangeiro no Oscar deste ano.

Estruturado em torno de seis curtas que narram histórias independentes carregadas de intriga, comédia e violência, “Relatos Selvagens” bateu recordes de bilheteria na Argentina e obteve uma notável recepção em todos os países em que foi exibido.

O prêmio de melhor ator no prêmio Platino foi para Oscar Jaenada, por “Cantinflas“.

da Agência EFE

Facebook Comments