Aqui no Cine Set nós respeitamos as tradições e por isso, dizemos em alto e bom som: elas são como os monstros cinematográficos, nunca morrem. Caso você leitor ainda não tenha parado para perceber, o mês de outubro, também conhecido como o mês das bruxas ou mês do terror já está invadindo suas camas, lençóis e armários para causar calafrios e provocar sensações malucas.

Com ele, damos início à quarta temporada consecutiva (Grey´s Anatomy que se cuide! estamos mais perto de vocês) do Especial Terror do Cine Set (clique aqui para ver os anos anteriores), tradição que ocorre desde 2015 para celebrar os monstros, psicopatas, vampiros, lobisomens, fantasmas, zumbis e outros seres asquerosos deste universo. Estes dois malucos do Cine Set (eu e Ivanildo) procuramos prestar uma singela homenagem a este nosso filhote monstrinho com posts especiais.

Nesta edição, há duas novidades:

1) Teremos podcasts totalmente voltados ao cinema de horror;

2) Para fechar a edição deste ano com chave ouro, realizaremos um evento temático voltado para o cinema de horror com apresentação de filmes e rodas de conversa com convidados após a sessão para discussão de temas. O local e a data do evento serão divulgados durante o especial.

Por isso, se você anda cansado (e assustado) em lidar com o horror real cotidiano e todo o blá-blá-blá do discurso do ódio das redes sociais sobre a guerra política deste ano (estas eleições são dignas do mês das bruxas), você encontrará no nosso especial um refúgio para sublimar suas angústias e medos diários em leituras sobre cinema e terror.

Neste ano, vamos analisar as cenas de cinema do horror nacional e independente americano; na nostalgia a saga do throwback dos anos 80 continua com um post especial sobre os cults cinematográficos do período; temática Girl Power vai dar as caras em um artigo especial para debater as heroínas dos filmes de terror; O Especial Terror de 2018 vai estar carregado com um forte sotaque britânico com a análise de  cults clássicos da terra da rainha;  O terror trash não será esquecido e falaremos de um “Crássico B” que fez até o mestre Spielberg ter noites de insônia.

Os fãs que preferem um horror mais artístico, não terão do que reclamar com inclusão de uma obra de um mestre da sétima arte. Por fim, daremos uma de mãe Dinah  para analisar o que esperar da continuação de IT – A Coisa e também do novo universo da Warner dentro do gênero. Vale ressaltar que como aconteceu ano passado teremos convidados especiais para discorrer sobre as temáticas apresentadas acima. Além disso, serão disponibilizados enquetes nas páginas no Instagram, Twitter e Facebook e um espaço para que o leitor relate sua experiência assustadora.

Por isso, a partir de 4 de outubro acompanhem o Especial Terror do Cine Set e se divirtam com esta programação feita com bastante carinho pelos integrantes do grupo. Um ótimo (e assustador) mês das bruxas.

“O cinema foi feito para os  filmes de horror. Nenhum outro tipo de filme oferece a mesma antecipação misteriosa como se você entrasse em um auditório escuro. Nenhum outro faz uso tão poderoso do som e da imagem. O cinema é onde nós vamos para compartilhar um sonho coletivo, e filmes de horror são, de todos, os que mais parecem com sonhos; talvez porque se relacionem com nossos pesadelos.” (Mark Gatiss, History of Horror).

Facebook Comments