Paul Thomas Anderson deve travar um duelo acirrado com Christopher Nolan na busca pelo Oscar de Melhor Diretor em 2018. Isso, entretanto, não impede que o diretor de “Magnólia” e “Sangue Negro” goste de “Dunkirk”. Pelo contrário: o cineasta se disse impressionado com o resultado alcançado pelo drama de guerra. As informações são do site Indiewire.

“Sua estrutura praticamente sem palavras foi muito emocionante para mim. É um filme que se desprende de tudo o que é mais básico”, afirmou Paul Thomas Anderson. O cineasta ainda salientou também a coragem de Nolan em fazer “Dunkirk” em 65 milímetros.

Esta não foi a primeira que o diretor de “Phantom Thread” elogiou Christopher Nolan. Quando “Interestelar” sofria ataques do público e da imprensa, PT Anderson incentivou a ver o longa em IMAX. Isso para não falar da adoração dele pela trilogia “Batman”. “Você ver o que Christopher Nolan fez com Batman é algo sem paralelo por conseguir aliar a mais alta qualidade artística com um negócio extremamente comercial”, afirmou.

Facebook Comments