Uma pesquisa divulgada nesta semana aponta uma enorme disparidade na representação feminina na televisão norte-americana. O estudo, conduzido pelo Directors Guild of America, aprofunda a discussão ao observar não só questões de gênero, mas também de etnia.

Os dados apontam que de 153 diretores iniciantes em programas de televisão americanos, apenas 15% pertenciam a uma minoria racial, e somente 23% eram mulheres. A participação de diferentes grupos étnicos têm se mostrado estável, mas baixa no decorrer dos anos, enquanto que a presença de mulheres diretoras foi mais flutuante; de 2012 até agora, a porcentagem foi de 23 para 16%, apenas para voltar ao marco de quatro anos atrás em 2016. Bethany Rooney, uma das coordenadoras da força tarefa pela diversidade do DGA, considera os números “chocantes”, como explicou ao The Hollywood Reporter.

O estudo do DGA também mostrou que apenas 26% dos diretores mulheres/pertencentes a minorias eram considerados “experientes”, enquanto que 66% eram profissionais envolvidos em outras tarefas como produção, atuação, roteiro etc. Dentre os diretores pertencentes a esses grupos e que consolidaram suas carreiras entre 2009-2014, os dados apontaram que a diversidade dentre os contratados por eles aumentava consideravelmente, aumentando as chances de novas pessoas com tal perfil se tornarem diretores ao longo do tempo.

Para acompanhar mais detalhes, consulte a pesquisa completa neste link.

Facebook Comments