Em novembro de 2013 a morte do ator Paul Walker foi uma tragédia que pegou o mundo de surpresa. O ator, mais conhecido por seu papel de Brian O’Connor na franquia “Velozes e Furiosos”, morreu num acidente automobilístico, uma nota de ironia que tornou seu falecimento ainda mais triste. Walker estava num intervalo das filmagens do sétimo “Velozes e Furiosos” e a produção do filme foi temporariamente suspensa. No fim, foi decidido que a produção continuaria e com o auxílio de dublês e efeitos visuais, a participação de Walker seria completada em sua homenagem.

Os irmãos do ator, Cody e Caleb Walker, atuaram como dublês e foi também revelado, pelo site The Hollywood Reporter, que a empresa de efeitos visuais Weta, do diretor Peter Jackson, trabalhou no filme para recriar uma versão digital de Paul Walker usando cenas deletadas de filmes anteriores da série. Foi um processo semelhante ao usado no filme “Gladiador” (2000), no qual cenas gravadas e um dublê digital foram usados para completar a atuação do ator Oliver Reed, que faleceu durante a produção.

O produtor Neal H. Moritz comentou: “Filmamos a maior parte do filme com Paul, e depois nos perguntamos como faríamos isso funcionar. Acho que ele estava olhando por nós. Com cenas não usadas dos filmes anteriores e com nova tecnologia, pudemos completar o filme e dar ao personagem de Paul uma perfeita despedida cinematográfica. O filme é um testamento ao seu legado”.

O diretor do “Velozes e Furiosos 7”, James Wan, também falou sobre esse processo. Wan não especificou quais tomadas possuem um Paul Walker digital, mas ressaltou que quis usar o máximo possível da performance do ator. “Não vou dizer especificamente [sobre qual cena tem um Walker digital], porque acho que é mais importante as pessoas assistirem ao filme sem ficarem se perguntando qual é o Paul e qual não é. Quero apenas que vejam o filme e se empolguem com a emoção dele. Talvez daqui a alguns anos eu fale mais sobre isso. Mas eu quis usar o máximo possível do verdadeiro Paul, mesmo que isso significasse roubar de alguns momentos dos outros filmes”.

Semana passada, “Velozes e Furiosos 7” foi exibido numa sessão surpresa no Festival South by Southwest e foi avaliado positivamente pelos críticos e fãs presentes. E parece que a produção realmente foi respeitosa com a memória do ator e quis dar aos fãs uma experiência especial na última aparição nas telas de Paul Walker.

“Velozes e Furiosos 7” estreia mundialmente em abril de 2015.

Facebook Comments