O reboot de “O Corvo” teve novidades desagradáveis neste feriado de Corpus Christi. Protagonista do projeto, Jason Momoa afirmou que o longa da Sony Pictures voltou à estaca zero. Em postagem no Instagram ao lado do diretor Corin Hardy, o ator explicou a situação e pediu desculpas aos fãs que aguardavam o novo longa. As informações são do site da Variety.

“Esperei oito anos para este papel dos sonhos. Eu amo você, Corin Hardy [diretor também afastado do projeto] e Sony Pictures, mas infelizmente terei que esperar mais oito anos. Este não é nosso time. Mas juro que esperarei. James O’Barr [quadrinista] eu sinto muito te desapontar, mas no próximo não o desapontarei. Este filme precisa ser livre. E aos fãs; desculpem. Eu não posso interpretar menos do que este filme merece, e ele precisa de amor. Estarei pronto quando o projeto for certo. Amo você Corin Aloha”, declarou Momoa.

Segundo o site Deadline, questões financeiras entre o produtor Samuel Hadida e a Sony Pictures motivaram a derrocada do projeto. O estúdio pretendia lançar o reboot no dia 11 de outubro de 2019 nos cinemas mundiais.

 “O Corvo” traz a história de um guitarrista brutalmente assassinado trazido de volta à vida por um corvo. Na condição de ultor, ele vai atrás de seus algozes a fim de perpetrar vingança. O filme ficou marcado por ter sido o último trabalho de Brandon Lee, filho de Bruce Lee. O ator morreu com um tiro acidental disparado no set de filmagem da produção.

Facebook Comments