As inscrições para a 1ª Mostra Curta Retiro, a ser realizada entre os dias 20 e 23 de Julho de 2017 na sala de cinema Eduardo Coutinho, dentro do Retiro dos Artistas,  em Jacarepaguá, instituição famosa por acolher artistas idosos que necessitam de cuidados e moradia, estão abertas até o dia 1º de julho.  A Mostra, produzida pela produtora Arapuá Filmes em parceria com Too Filmes e Nova Escola de Teatro e idealizada pelos produtores Lucas H. Rossi e Thiago Oliveira tem o intuito de  não só promover o encontro entre público e realizadores com o que de melhor está sendo feito no cinema curtametragista, mas também retomar as atividades da sala de cinema e movimentar o Retiro dos Artistas trazendo o público carioca para frequentar o espaço.  O evento é beneficente e terá ingressos a preços populares (R$ 5), com a renda das entradas inteiramente revertidas para o Retiro.

Além de contar com programas voltados para curtas de todo o Brasil, curtas produzidos no estado do Rio de Janeiro e Documentários, a Mostra também abre espaço para curtas metragens protagonizados e/ou dirigidos por pessoas na terceira idade, demonstrando que o poder da arte continua sendo uma força motora nas vidas de milhões de idosos ao redor do país e gerando discussões sobre o que significa envelhecer para o povo brasileiro.

O Retiro dos Artistas, que hoje é presidido pelos atores Stepan Nercessian e Zezé Motta, sobrevive basicamente de trabalho voluntário e doações de empresas e do público visitante, atendendo a mais de 30 moradores fixos. Além de uma charmosa sala de cinema batizada em homenagem ao documentarista Eduardo Coutinho, também oferece ao público visitante espetáculos teatrais, cursos e oficinas artísticas, exposições, um disputado brechó e restaurantes.

A cada edição, a Mostra Curta Retiro fará parceria com um novo artista e elegerá um tema para a confecção de um troféu diferente e exclusivo, fazendo com que cada edição seja única. Na primeira edição contaremos com a participação e parceria do artista plástico Rocco Caputo que vai ceder “Cora Coralina”, uma de suas mais obras mais imponentes, para a identidade do troféu.

com informações de assessoria

Facebook Comments