A roteirista Jessica Teich acusa o ator Richard Dreyfuss, conhecido por “Tubarão” (1975) e “Contatos imediatos do terceiro grau” (1977) de assédio sexual durante três anos na década de 1980. Ao site Vulture, ela falou ainda sobre um episódio em que ele teria mostrado o pênis a ela.

Os dois trabalhavam juntos no desenvolvimento de um especial para a TV sobre os 200 anos da Constituição americana planejado pelo ator. Ela era uma roteirista recém-saída da faculdade com cerca de 20 anos de idade. Ele tinha 12 anos a mais, era casado e já tinha ganhado um Oscar (por “A garota do adeus”).

Teich conta que ele a chamou para visitá-lo em seu trailer durante as gravações de um filme. Quando chegou lá, ele estava com pênis exposto, e tentou chegar perto dela. “Foi como uma experiência fora do corpo. Eu só tentei sair rapidamente dali. Fingi que nunca aconteceu”, diz ela.

A roteirista afirma que nunca contou a ninguém sobre o que aconteceu, mas que depois disso o ator manteve anos de assédio. “Ele criou um ambiente de trabalho muito hostil, onde eu me sentia sexualizada, objetificada e insegura.”

Dreyfuss nega que mostrou o pênis a Teich, admite que flertava com ela e diz que não sabia que não era consensual. “Eu enfaticamente nego ter me ‘exposto’ a Jessica Teich, quem considerou uma amiga por 30 anos”, disse em nota o ator ao site.

“Eu realmente flertei com ela, e lembro de tentar beijá-la como parte do que eu achava ser um ritual consensual de sedução que durou por anos Estou horrorizado e perplexo por descobrir que não era consensual. Eu não percebi. Isso faz com que eu reavalie todos os relacionamentos que eu achava que eram divertidos e mútuos.”

Caso George Takei

George Takei foi acusado nesta sexta-feira (10) de abuso sexual pelo ex-modelo Scott R Brunton. O ator da série original de “Star trek” nega as acusações.

Em entrevista ao site da revista “The Hollywood Reporter”, Bruton disse que Takei agarrou sua virilha e tentar arrancar sua cueca enquanto estava inconsciente na casa do ator, em 1981. Ele então o empurrou e foi embora.

Em sua conta no Twitter neste sábado (11), o ator afirmou estar “chocado e perplexo” com a acusação, e afirma não se lembrar de Brunton. “Levo essas alegações muito a sério, e queria dar minha resposta de forma pensada e não no calor do momento”, escreveu.

“Aqueles que me conhecem sabem que atos não consensuais são tão antiéticos para meus valores e minhas ações, que a própria ideia de que alguém me acuse disso é muito doloroso pessoalmente.”

do site G1

Facebook Comments