A sexta temporada de “House of Cards” chega ao Netflix no segundo semestre deste ano após muita turbulência. A série sofreu o duro golpe da saída de Kevin Spacey após as diversas acusações de assédio sexual, inclusive, nos bastidores da atração. Protagonista dos próximos e derradeiros episódios, Robin Wright, procurou se desvencilhar do ex-astro em entrevista para um programa da televisão norte-americana. As informações são do site UOL.

“Nós éramos colegas de trabalho. Nós nunca socializamos fora do trabalho. Era uma relação respeitosa e profissional. Ele foi incrível comigo. Ele nunca foi desrespeitoso comigo. Então, essa é a minha experiência pessoal. É a única coisa que eu sinto ter o direito de dizer a respeito”, disse. Em outro trecho, Robin Wright voltou a salientar não ter intimidade com Spacey. “Nós nos conhecíamos apenas entre o ‘ação’ e ‘corta’ das filmagens. Eu não o conhecia como homem. Conhecia apenas o ‘artesão’ incrível que ele é”, afirmou.

A atriz de “House of Cards” aproveitou a ocasião para reforçar o apoio ao movimento #MeToo. “Eu não me importo quem você é. É sobre poder. E uma vez que você tem poder sobre uma pessoa, esta pessoa fica vulnerável. O último ano nos mostrou um caminho que nos permitiu iniciar uma conversa. Nós precisamos mudar o paradigma”, completou.

Facebook Comments