Há alguns meses, a notícia de que o aguardado “Rogue One: A Star Wars Story” iria passar por extensas regravações causou temor entre os fãs da saga espacial – relembre aqui. Agora, o site The Hollywood Reporter vem lançar uma luz sobre esse processo de finalização do filme: de acordo com o THR, o roteirista e diretor Tony Gilroy estaria bastante envolvido com essas regravações e com a pós-produção do filme.

Gilroy, para quem não lembra, é um dos principais nomes da franquia “Bourne”: ele colaborou no roteiro de “A Identidade Bourne” (2002), escreveu a continuação, “A Supremacia Bourne” (2004), e até roteirizou e dirigiu o derivado da série, “O Legado Bourne” (2012), com Jeremy Renner tentando assumir a franquia no lugar de Matt Damon. Gilroy também escreveu e dirigiu “Conduta de Risco” (2007), pelo qual foi indicado ao Oscar.

O site afirma que Gilroy está supervisionando a montagem do filme, trabalhando junto com o diretor Gareth Edwards, que permanece no projeto. A reportagem também aponta Gilroy como a “força motriz” por trás das cinco semanas de refilmagens pelas quais o filme passou e que foram concluídas recentemente. De acordo com as fontes do site, essas refilmagens chegaram a incluir o fim do filme. O site também faz questão de lembrar que Gilroy exerceu função semelhante em “A Identidade Bourne”, quando o produtor Frank Marshall assumiu o filme das mãos do diretor Doug Liman.

“Rogue One” será o primeiro filme derivado da franquia “Star Wars” e envolve um grupo de mercenários envolvido no roubo dos planos da primeira Estrela da Morte. Diz-se que o final do filme deverá levar diretamente ao início de “Star Wars: Uma Nova Esperança” (1977). O filme estreia dia 16 de dezembro.  

Facebook Comments