Em um caso bizarro, a saga “Divergente” foi cancelada nos cinemas logo antes do capítulo final. O prejuízo do terceiro filme levou a Lionsgate a abortar o término da história liderada por Shailene Woodley. O estúdio, porém, não desistiu de vez da ficção científica e, agora, planeja continuar a trama na televisão. As informações são do site Deadline.

Responsável por sucessos como “Tarzan” e “Jack Ryan”, Adam Cozad assumiu a função de produtor executivo e roteirista do projeto, enquanto Lee Toland Krieger está na direção. Os dois estavam escalados para comandar o último filme nos cinemas, “Ascendente”.

Formado por grandes nomes da nova geração como Shailene Woodley, Theo James, Ansel Elgort e Miles Teller, o retorno do elenco não está garantido caso a produção seja levada para a televisão. Baseado nos romances escritos por Veronica Rott, “Divergente” se passa em um universo distópico onde as pessoas são divididas em grupos sociais relacionadas às suas personalidades.

Facebook Comments