Marcado pelos roteiros de clássicos como “Star Wars: O Império Contra-Ataca” e “Caçadores da Arca Perdida”, Lawrence Kasdan terá uma missão espinhoso no próximo longa da carreira. O cineasta vai comandar a cinebiografia da cantora e ativista política dos EUA, Anita Bryant. Ela ficou conhecida pelo combate aos direitos LGBT durante a década de 1970. As informações são do site da Variety.

Ex-candidata ao título de Miss Estados Unidos, Anita Bryant tinha uma carreira de sucesso como cantora até assumir uma postura homofóbica. Responsável pela campanha ‘Salvem as Nossas Crianças’, ela sempre se opôs a todas as campanhas de lutas pelos direitos civis da comunidade LGBT nos EUA. Em uma participação na televisão, chegou a levar uma torta na cara após destilar ódio.

Anita era porta-voz da Citrus Comission, empresa de bebidas, mas, teve o contrato rompido após o drink que levava o nome dela ser boicotado na Flórida, levando à quebra do contrato. A decadência a atingiu em cheio após o divórcio e, atualmente, ela vive endividada em Oklahoma.

O projeto será produzido pela Amazon Studios e ainda não tem para estrear nos cinemas mundiais. O último longa de Lawrence Kasdan como diretor foi o drama “Querido Companheiro” com Warren Betty e Diane Keaton.

Facebook Comments