A lista dos filmes mais aguardados em 2016, não poderia deixar de abranger o gênero mais ordinário do cinema: o horror/suspense. Por isso, fiz um Top 13 (número cabalístico que casa bem com o gênero) das principais apostas da mídia especializada em terror. O intuito principal é valorizar obras desconhecidas comercialmente, de orçamentos modestos, mas que esbanjam criatividade e desenvoltura em provocar medo e tensão no público.

A lista é bem eclética, valorizando produções fora do continente americano. Além da sinopse, data de estreia internacional e expectativa do filme (conforme as informações observadas em trailers e críticas), defini duas nomenclaturas para facilitar a análise: uma batizada de terror genuíno que envolve as principais qualidades do trabalho e a outra intitulada de susto falso relacionado as dificuldades que as películas podem enfrentar.

As produções mais comerciais ou continuações de sucesso realizadas pelos grandes estúdios ficaram de fora. Com certeza, a maioria dos filmes citados nesta lista não chegará aos cinemas de Manaus. Isso não impede de você conferir no conforto da sua casa. Pelas premissas e trailers, o ano promete ser de ótimos sustos e medos no gênero.


13) Before I Wake, de Mike Flanagan

Sinopse: Depois da morte do filho, casal adota um menino de 8 anos que tem pavor de dormir, pois materializa os  sonhos e pesadelos.

Estreia Internacional: 8 de Abril de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Bom

Terror genuíno: Mike Flanagan já mostrou talento para transformar tramas óbvias em bons exercícios de tensão e horror sobrenatural como visto no interessante O Espelho. O trailer dá a indicação de um filme bem montado e que reserva bons sustos. Conta com elenco de atores conhecidos como Thomas Jane e Kate Bosworth.

Susto falso: O roteiro indica ser o principal problema, pois segue as convencionalidades básicas do gênero, o que pode incomodar aqueles que esperam originalidade.


12) Baskin, de Can Evrenol

Sinopse: Em uma patrulha a noite, um grupo de policiais se depara com um ritual de magia negra que os levará a uma viagem ao inferno.

Estreia Internacional: Maio de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Bom

Terror genuíno: Este filme turco lotou a première de meia noite no último Festival de Toronto. Algumas críticas alegam que a história é um verdadeiro pesadelo filmado e o trailer promete banhos de sangue, gore e violência explícita. Quem diria que a Turquia produziria uma obra dispare como esta?

Susto falso: A grande preocupação é que o ritmo frenético e a violência visual acabem deixando de lado a construção narrativa de um tema que sempre gera boas discussões: os rituais de magia negra.


11) Bite, de Chad Archibald

Sinopse: Jovem viaja para sua despedida de solteira e é picada por um inseto em um lago. Logo, seu corpo começa a passar lentamente por uma metamorfose.

Estreia Internacional: 31 de agosto de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Bom

Terror genuíno: Caso você não se lembre, ano passado saiu nos principais sites que um filme provocou vômitos e desmaios na sua sessão de testes com o público. Pois bem, o filme em questão é esta produção da Sérvia cuja premissa indica uma versão feminina de A Mosca com altas doses de escatologia. Promete diversas cenas de embrulhar o estômago com momentos repulsivos.

Susto falso: Filmes que envolvem mutações e metamorfoses precisam de muito cuidado para não descambarem para a comédia involuntária ou para o trash.


10) February, de Osgood Perkins

Sinopse: Em um internato de garotas, duas jovens compartilham uma série de eventos sinistros e satânicos nas férias de inverno.

Estreia Internacional: primeiro semestre de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Muito Bom

Terror genuíno: O site especializado em terror, Bloody Disgusting disse que é a obra-prima satânica. Pelo trailer, a atmosfera opressora indica um filme de horror cuidadosamente construído, onde os elementos de valores familiares casam perfeitamente com as situações de paranoia e dissimulação. O diretor é filho de Anthony Perkins, o lendário Norman Bates de Psicose. O elenco conta com Emma Robert (Pânico 4) e Kiernan Shipka (do seriado Mad Men).

Susto falso: Há muito tempo que não temos um bom filme de rituais satânicos. Será que Perkins vai cometer os mesmos erros das outras produções do gênero?


9) Sun Choke, de Ben Cresciman

Sinopse: Janie recupera-se de um violento episódio psicótico. Enquanto vive uma rotina de regras e normas rígidas, impostas pela sua mãe, ela desenvolve uma obsessão por uma estranha garota, revivendo antigos temores primitivos.

Estreia Internacional: segunda metade de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Muito Bom

Terror genuíno: Nota-se que é um perturbador horror psicológico que mexe com obsessões, simbiose familiar e loucura. O trailer respira uma essência sádica e perversa. Destaque para a musa dos anos 80, Barbara Crampton (Re-Animator e Do Além) e Sarah Hagan (do seriado Buffy), que parece ótima como a protagonista insana.

Susto falso: O trailer indica uma montagem picotada o que pode interferir no horror psicológico.

 
8) The Invitation, de Karyn Kusama

Sinopse: Um sujeito é convidado para jantar com sua ex-esposa e o novo marido. No local, ele vai desconfiar das verdadeiras (e estranhas) intenções em relação a sua pessoa.

Estreia Internacional: 25 de março 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Muito Bom

Terror genuíno: Ganhou o prêmio de melhor filme no festival de cinema fantástico de Stiges. A revista Fangoria o definiu como um thriller enervante. O trailer pouco entrega do filme, mas é marcado por uma sensação creepy que remete aos filmes de Polanski.

Susto falso: o fato de Kusama ser responsável por Garota Infernal e Aero Flux depõem contra o filme.


7) Regressão, de Alejandro Amenábar

Sinopse: Na década de 1980, um homem (Ethan Hawke) é acusado de abusar sexualmente da própria filha (Emma Watson). Ele utiliza do apoio de psicólogos para descobrir a verdade, mas desconfia que exista uma conspiração.

Estreia Internacional: Primeiro semestre de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Muito Bom

Terror genuíno: A volta do espanhol Amenábar ao gênero de suspense que o consagrou depois dos ótimos Preso na Escuridão e Os Outros. O enredo indica uma mistura de conspiração, rituais satânicos e questionamentos religiosos. Vale ressaltar que este terreno sombrio sempre casou bem com o cinema do espanhol.

Susto falso: Comparado aos seus outros filmes, Regressão é aquele com o roteiro mais convencional, o que poderia engessar o diretor no seu estilo refinado.


6) Goddess of Love, de Jon Knautz

Sinopse: Venus é uma artista plástica de dia e stripper a noite. Durante uma das suas atuações, conhece Brian e se apaixona. Atormentada por fantasias de traição, Venus vai revelar um lado seu desconhecido ao parceiro.

Estreia Internacional: 31 de agosto de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): ótimo

Terror genuíno: Um thriller erótico que parece uma versão insana de Atração Fatal, com toques estilísticos de Lynch e De Palma. Alguns dizem que a atuação de Alexis Kendra é digna da loucura de Glenn Close.

Susto falso: Será que amores passionais e amantes estilo psico-bitch ainda dão bons caldos no cinema?

https://www.youtube.com/watch?v=HuBu8gCJmEQ


5) Diabo Mora ao Lado, de Dante Vescio e Rodrigo Gasparini

Sinopse: Um casal de jovens vai parar em um casarão colonial que esconde uma maldição.

Estreia Internacional: Primeiro semestre de 2016

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): ótimo

Terror genuíno: Na lista não poderia faltar esta produção nacional elogiada no Festival de Stiges na Espanha no ano passado. Para completar, sua apresentação na Mostra de Cinema de Tiradentes semana passada, culminou em uma grande ovação. Parece explorar bem as histórias do folclore nacional com um olhar social a escravatura. É bom ver o cinema nacional se destacando no gênero de terror.

Susto falso: A falta de valorização ao cinema de horror nacional é um obstáculo a ser vencido.


4) Darling, de Mickey Keating

Sinopse: Uma solitária jovem muda-se para uma mansão misteriosa. O local assombrado vai levar a garota para uma descida sem volta à loucura.

Estreia Internacional: Primeiro semestre de 2016 (lançado em alguns festivais do ano passado)

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): ótimo

Terror genuíno: Horror psicológico que caminha pelo terreno do ensandecido. As imagens, a fotografia em preto e branco e os toques virtuosos experimentais indicam um trabalho hipnótico por parte de Keating. Algumas críticas apontam o filme como uma mistura de Repulsa ao Sexo com O Iluminado. E quem não assistiu ao trabalho anterior do cineasta, POD vale a pena correr atrás.

Susto falso: Diria que poucos problemas são visíveis, mas talvez o toque experimental e surreal não seja facilmente assimilado pelo público que busca um cinema mais comercial.


3) Entre os Vivos, de Julien Maury e Alexandre Bustillo

Sinopse: três jovens matam aula para passear por um set de filmagem abandonado quando se deparam com um crime violento.

Estreia Internacional: Primeiro semestre de 2016 (lançado no país de origem, a França, ano passado)

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): ótimo

Terror genuíno: Conhecidos por serem os expoentes do New French Extremism, a dupla de diretores promete outro filme visceral como à obra-prima A Invasora. O trailer indica uma mistura de Conta Comigo com o Massacre da Serra Elétrica. Ao que parece os ritos de passagem da adolescência para a vida adulta serão vistos pelas lentes da brutalidade e violência

Susto falso: Manter a intensidade dos seus dois primeiros trabalhos será complicado. Vale ressaltar que a dupla dirigiu o prelúdio americano do novo Massacre da Serra Elétrica que chega este ano também


2) Green Room, de Jeremy Saulnier

Sinopse: Uma banda de punk rock se encontra presa em um local isolado depois presenciar um terrível ato de violência.

Estreia Internacional: 15 de abril de 2015

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Excelente

Terror genuíno: O trailer pouco mostra da história, mas instiga maravilhosamente. Saulnier é uma das boas promessas do cinema americano responsável pelos ótimos Murder Party e Blue Ruin. O clima claustrofóbico que remete aos filmes de Carpenter dá a sensação que teremos uma obra intensa. O elenco conta com atores famosos, liderados por Patrick Stewart.

Susto falso: A grande pergunta é se Saulnier consegue utilizar o seu habitual humor negro em um filme mais denso.


1) A Bruxa, de Robert Eggers

Sinopse: Uma família da Nova Inglaterra do Século XVII muda-se para uma aldeia perto de uma floresta. Logo se vê às voltas com bruxarias e magia negra.

Estreia Internacional: 19 de fevereiro de 2015

Nível de Expectativa (a partir do trailer e críticas especializadas): Excelente

Terror genuíno: Os dois trailers lançados até agora são de assustar qualquer um, apesar da curta duração. Abusa das imagens sinistras e macabras, explorando a trilha instrumental tétrica para desenvolver uma historia que envolve bruxas, magia negra e ……bodes. As críticas na maioria são elogiosas e é o típico filme de horror para ser visto no escuro do Cinema. O diretor Robert Eggs faturou a direção no Festival de Sundance no ano passado.

Susto falso: Até agora nada que desabone o filme, a não ser sermos traídos pelas altas expectativas em relação a ele.