Nada melhor para o retorno dos cinemas em Manaus do que um título com o nome apropriado para o Brasil 2020: “Apocalypse Now”. O clássico de Francis Ford Coppola de 1979 será exibido, a partir desta quinta-feira (10), nas salas locais dentro da programação do Festival ‘De Volta Para Casa’. A versão será o corte final realizado pelo diretor com 182 minutos de duração e 49 minutos a mais do que a inicial. Confira os horários abaixo:

Cinépolis Shopping Ponta Negra – 20h15 (Legendado – Sala VIP)

Cinépolis Millenium Shopping – 19h15 (Legendado)

Estrelado por Martin Sheen, Marlon Brando, Robert Duvall, Laurence Fishburne, Harrison Ford e Dennis Hopper, “Apocalypse Now” se passa durante a Guerra do Vietnã, quando um jovem capitão americano recebe como missão procurar e assassinar um coronel também americano, um desertor que se escondeu na selva e passou a comandar guerrilheiros no Camboja, onde é adorado como um semideus.

A produção foi a vencedora da Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1979,  indicada ao Oscar de 1980 em oito categorias e venceu duas delas: Melhor Fotografia (Vittorio Storaro) e Melhor Som. Ganhou ainda três Globos de Ouro, entre eles o de Melhor Diretor para Coppola.

BASTIDORES CAÓTICOS

Partindo de uma livre adaptação do romance “O Coração das Trevas”, de Joseph Conrad, as filmagens começaram em 20 de março de 1976 e se estenderam até 21 de maio de 1977, nas Filipinas, com um cronograma inicial de algumas semanas que acabaram se prolongando por 238 dias, entrando para a história como uma das produções mais tumultuadas de todos os tempos.

Os incidentes incluem um infarto sofrido pelo ator Martin Sheen, que foi afastado por semanas, e até a passagem do tufão Olga, que destruiu cenários e equipamentos, gerando mais atrasos e despesas, levando a produção orçada em 13 milhões de dólares a custar mais que o dobro. Após a conclusão da produção, vieram outros contratempos que fizeram com que seu lançamento fosse adiado por diversas vezes, enquanto Coppola reeditava o material infinitas vezes, levando o filme a esperar por três anos até chegar nos cinemas.

Mas, os problemas já começaram na escolha do elenco, após Steve McQueen e Al Pacino recusarem o convite e Coppola não se convencer de que Harvey Keitel seria o ator ideal interpretar o capitão Benjamin Willard, papel que acabou ficando com Martin Sheen, que já havia impressionado o diretor com o teste que fez para o personagem Michael Corleone, de “O Poderoso Chefão”. Marlon Brando também deu trabalho, chegando ao set sem ter se preparado, acima do peso e com a cabeça raspada por iniciativa própria.

A trilha sonora original do filme foi composta pelo diretor e seu pai, Carmine Coppola. O disco da trilha inclui apenas três canções presentes em cenas marcantes: “The End”, do The Doors, “Susie Q”, interpretada pelo Flash Cadillac, e Cavalgada das Valquírias, de Richard Wagner. “Satisfaction”, dos Rolling Stones, também está numa cena antológica do filme, mas não entrou no disco.

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Viola Davis e Renée Zellweger

De "O Diário de Bridget Jones" a "A Voz Suprema do Blues", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Viola Davis e Renée Zellweger. https://youtu.be/nRan4CesJTQ 4. JUDY  A indicação mais fraca da carreira de Renée Zellweger foi justamente a que...

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Amy Adams

De "Retrato de Família" a "Vice", Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Amy Adams ao Oscar, além da maior esnobada. https://www.youtube.com/watch?v=1lCZYK3nvFM 6. VICE  A última nomeação da Amy Adams é justamente a pior da carreira dela.  Em “Vice”, ela...