MELHOR FILME DE 2020

  1. Retrato de uma Jovem em Chamas104 PONTOS 
  2. Nunca Raramente às Vezes Sempre75 PONTOS 
  3. Soul58 PONTOS 
  4. O Som do Silêncio47 PONTOS 
  5. Destacamento Blood – 45 PONTOS 

Confira as listas de Melhor Filme de 201920182017. 20162015, 20142013, 2012.
Veja as escolhas dos integrantes do Cine Set: 

Caio Pimenta 

  1. Sertânia 
  2. Destacamento Blood 
  3. Retrato de uma Jovem em Chamas 
  4. Joias Brutas 
  5. Nunca Raramente às Vezes Sempre 
  6. Soul 
  7. A Febre 
  8. Adoráveis Mulheres 
  9. Honeyland 
  10. A Assistente 

Comentários

Os veteranos Geraldo Sarno e Spike Lee oferecem retratos duros e intensos do Brasil e EUA com uma atualidade marcante, sofrida e violenta de países em ebulição histórica. Falando em intensidade, os irmãos Safdie explodem a tela com verborragia, palavrões e violência em “Joias Brutas” com uma atuação surpreendente de Adam Sandler. Mulheres na direção abordando temáticas sobre o universo machista nas mais diferentes épocas brilharam em 2020, gerando filmes sensacionais como “Retrato de uma Jovem em Chamas”, “Nunca Raramente Às Vezes Sempre”, “Adoráveis Mulheres” e “A Assistente”. Da triste épica jornada de “Honeyland” a beleza das mensagens de “Soul”, vimos o cinema nos abrigar de um mundo caótico e pandêmico. Por fim, Manaus, hoje lidando com o maior massacre de sua história, ganha as telas em “A Febre”, obra de Maya Da-Rin revelando todas as suas incongruências e dilemas desta metrópole amazônica.  

Camila Henriques 

  1. Retrato de Uma Jovem em Chamas 
  2. Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre 
  3. AmarElo 
  4. Destacamento Blood 
  5. Adoráveis Mulheres 
  6. A Despedida 
  7. O Farol 
  8. On The Rocks 
  9. Babenco 
  10. O Som do Silêncio 

Comentários 

Em um ano tão difícil, me agarrei em títulos que eu conhecia a fundo e que já havia assistido mil vezes. Por outro lado, quando fui compilar a lista dos lançamentos de 2020 para essa pauta dos melhores do ano, foi no amor não resolvido, na frustração, na injustiça e na perda que encontrei os filmes que mais me fizeram sentir. Os filmes mais melancólicos me ganharam (mais uma vez). 

Danilo Areosa 

  1. Retrato de Uma Jovem em Chamas 
  2. Você Não Estava Aqui  
  3. O Caso Richard Jewell  
  4. 1917  
  5. Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre  
  6. Os Miseráveis 
  7. O Som do Silêncio 
  8. Soul  
  9. O Paraíso Deve Ser Aqui  
  10. Tempo de Caça  

 Menções HonrosasA Cor Que Caiu do Espaço, O Homem Invísivel, Jóias Brutas, A Assistente.

Comentários

Esta minha lista é formada, em sua grande maioria, por filmes intimistas que alimentaram a minha paixão cinéfila durante o ano pandêmico. Tive o prazer de assistir O Retrato de Uma Jovem em Chamas no cinema antes da pandemia iniciar e foi uma experiência sensorial recompensadora, cheia de significados sobre os mitos e olhares femininos. Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre e O Som do Silêncio utilizaram a instrospecção dos seus protagonistas a favor dos seus processos de amadurecimentos. Você Não Estava Aqui, O Caso de Richard Jewell, Tempo de Caça e Os Miseráveis retrataram um cinema social impactante, com um olhar apuradíssimo para a questão dos menos favorecidos diante da violência do Estado e do Sistema. Por sua vez, O Paraíso Deve Ser Aqui preferiu discutir essas temáticas sociais com um humor delicioso para nos fazer rir. Em um ano complicado, Soul acalentou o coração humano com a sua mensagem positiva sobre o recomeçar na vida. Por fim, 1917 uniu a realização técnica exuberante com o sensorial, discutindo a beleza e a poesia dentro do campo de guerra.

Henrique Filho 

  1. Joias Brutas 
  2. O Som do Silêncio 
  3. Destacamento Blood 
  4. Soul 
  5. O Que Ficou Para Trás 
  6. O Farol 
  7. A Vastidão da Noite 
  8. Retrato de uma Jovem em Chamas 
  9. Os Sete de Chicago 
  10. AmarElo – É Tudo pra Ontem 

Comentários 

2020 foi um ano terrível, mas ele escancarou a importância das artes em um isolamento. Imaginem ficar trancados em casa sem nada para nos entreter. Os artistas precisam de reconhecimento. Jóias Brutas para mim foi o filme mais injustiçado nas premiações referentes a 2019, o filme dos irmãos Safdie merecia muito mais reconhecimento, aqui o coloco em primeiro lugar pra lhe fazer um pouco de justiça. Os filmes listados não estão em ordem de preferência, mas apenas por organização. 

AmarElo é o único nacional da lista, e não é à toa, não é apenas um show e seus bastidores, mas um filme com uma mensagem muito bem pensada e construída. Os Sete de Chicago tem belos diálogos e Retrato de uma Jovem em Chamas merecia muito mais também. Na Vastidão da Noite é um Além da Imaginação maravilhoso e O que Ficou pra trás é a bela de uma estreia na direção. Soul é Pixar e o Som do Silêncio traz uma das melhores interpretações do ano. 

IVANILDO PEREIRA 

  1. Soul 
  2. O Som do Silêncio 
  3. Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre 
  4. A Assistente 
  5. A Sun 
  6. O Diabo de Cada Dia  
  7. Os Sete de Chicago 
  8. O Homem Invisível 
  9. A Vastidão da Noite 
  10. As Mortes de Dick Johnson 

Comentários 

2020 foi o pior ano para a atividade cinematográfica em toda a história da sétima arte. Foi um divisor de águas para todo o cinema mundial, e ainda veremos as repercussões disso no futuro próximo. Por isso, num ano de incertezas, os melhores filmes falaram de assuntos próximos a nós, às vezes envoltos numa embalagem fantasiosa, às vezes buscando o máximo de naturalismo possível. Tivemos histórias sobre conflitos entre homens e mulheres, divergências políticas, conflitos internalizados e até mesmo entre o ser humano e o desconhecido. E o primeiro e o décimo colocados até propõem interessantes discussões sobre a vida e a morte, dois tópicos que ficaram muito em voga em 2020.  As Mortes de Dick Johnson é uma curiosa reflexão sobre valorizar as pessoas enquanto elas estão aqui; Soul é uma curiosa reflexão sobre como viver – contada da maneira mais visualmente interessante possível, o que pra mim é requisito obrigatório para ser o número 1 do ano. Soul, verdade , está um degrauzinho abaixo das grandes obras-primas da Pixar, mas seu brilhantismo e mensagem ressoaram comigo de uma maneira especial, ainda mais nesta época. Mas todos são filmes que emocionam, intrigam e que acabaram fazendo de 2020 um ano um pouquinho melhor. 

LORENNA MONTENEGRO 

  1. Retrato de Uma Jovem em Chamas  
  2. Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre   
  3. A Jornada  
  4. Estou Pensando em Acabar com Tudo 
  5. Queen & Slim  
  6. Soul  
  7. As Mortes de Dick Johnson 
  8. O Som do Silêncio 
  9. Alice Junior  
  10. Agente Duplo 

PÂMELA EURÍDICE 

  1. AmarElo – É Tudo pra Ontem 
  2. Uma Vida Oculta 
  3. Adoráveis Mulheres 
  4. Os olhos de Cabul 
  5. Retrato de uma jovem em chamas 
  6. Hamilton 
  7. Time 
  8. Nunca Raramente Às Vezes Sempre 
  9. Corpus Christi 
  10. Se algo acontecer, eu te amo 

Comentários 

Os melhores filmes do ano, pra mim, são aqueles que melhor dialogam com o momento em que vivemos – e isso inclui o teor político e social. Sendo assim, para esse ano atípico, “Se algo acontecer” é essencial para refletirmos sobre traumas e a efemeridade de nossas vidas. Já entre as obras de cunho política e social capazes de gerar identificação com o público estão o filme de Hittman, Time, Amarelo e Os Olhos de Cabul, animação afegã que vale a pena conferir. Little Women e Corpus Chisti traçam paralelos da juventude contemporânea, enquanto Hamilton nos deixa um vislumbre de outros tipos de produção.  

“Eu não vou desperdiçar minha chance”. 

REBECA ALMEIDA 

  1. A Assistente 
  2. O Farol 
  3. Três Verões  
  4. Ninguém sabe que estou aqui 
  5. Pacarrete 
  6. Nosso Amor 
  7. Hamilton 
  8. Jojo Rabbit 
  9. Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou 
  10. Soul 

Menções honrosas: Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre’, ‘Mank’, ‘Dois irmãos’, ‘O Poço’. 

Comentários 

Simples, direto e muito pertinente: ‘A Assistente’ é o tipo de filme que não precisa de plots ou um roteiro viciante para funcionar e chamar atenção de seu público, um feito digno do primeiro lugar. Em seguida, ‘O Farol’ é totalmente o contrário com suas reviravoltas e estética incômoda, mas, funciona muito bem em ser memorável. Com a dificuldade em lançamentos mundiais durante a pandemia de Covid, olhar para a produção nacional que se fez acessível de várias formas foi uma alternativa muito proveitosa, o que me permitiu colocar três longas nacionais em destaque merecido: ‘Três Verões’, ‘Pacarrete’ e ‘Babenco’ além de serem filmes na nossa língua, falam diretamente com seu público. Já ‘Ninguém sabe que estou aqui’, ‘Nosso Amor’ e ‘Hamilton’ são produções completas, que eu colocaria em quantas listas fosse possível. Para fechar, ‘Jojo Rabbit’ e ‘Soul’ ganham um lugar folgado nas produções inesquecíveis do ano. 

——————————————————————————————————————————————————

COMO FUNCIONA O SISTEMA DE PONTUAÇÃO DO CINE SET:

Cada um dos críticos do Cine SET elege o seu ‘TOP 10’. Critério leva em conta filmes lançados nos cinemas, streaming ou televisão no Brasil entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2020.

Para cada lista, fizemos a pontuação:

1º lugar – 25 pontos

2º lugar – 18 pontos

3º lugar – 15 pontos

4º lugar – 12 pontos

5º lugar – 10 pontos

6º lugar – 8 pontos

7º lugar – 6 pontos

8º lugar – 4 pontos

9º lugar – 2 pontos

10º lugar – 1 ponto

Depois, tudo é somado e chegamos ao resultado final!

Cine Set elege a Melhor Atriz de Cinema/Streaming de 2020

MELHOR ATRIZ DE CINEMA/STREAMING EM 2020 Elisabeth Moss, por “O Homem Invisível” e “Shirley” - 100 PONTOS  Viola Davis, por “A Voz Suprema do Blues” - 96 PONTOS  Sidney Flanigan, por “Nunca Raramente Às Vezes Sempre” - 82 PONTOS  Marcélia Cartaxo, por “Pacarrete” - 74...

Cine Set elege a Melhor Ator de Cinema/Streaming de 2020

MELHOR ATOR DO CINEMA/STREAMING EM 2020  Riz Ahmed, por “O Som do Silêncio” - 108 PONTOS Chadwick Boseman, por “A Voz Suprema do Blues” - 77 PONTOS  Delroy Lindo, por “Destacamento Blood” - 68 PONTOS* Willem Dafoe, por “O Farol” - 68 PONTOS Adam Sandler, por “Joias...

Cine Set elege a Melhor Direção de Cinema/Streaming de 2020

MELHOR DIREÇÃO EM CINEMA/STREAMING EM 2020 Céline Sciamma, de “Retrato de uma Jovem em Chamas” - 105 PONTOS  Eliza Hittman, de “Nunca Raramente às Vezes Sempre” - 78 PONTOS  Spike Lee, de “Destacamento Blood” - 45 PONTOS*  Darius Marder, de “O Som do Silêncio” - 45...

Cine Set elege o Melhor Coadjuvante do Cinema/Streaming em 2020

MELHOR COADJUVANTE DO CINEMA/STREAMING EM 2020 Maria Bakalova, por “Borat 2” - 127 PONTOS  Chadwick Boseman, por “Destacamento Blood” - 82 PONTOS  Robert Pattinson, por “O Diabo de Cada Dia” - 55 PONTOS  Florence Pugh, por “Adoráveis Mulheres” - 53 PONTOS  Sacha Baron...

Cine Set elege a Melhor Cena do Cinema em 2020

MELHOR CENA DO CINEMA EM 2020  O Questionário, de “Nunca Raramente Às Vezes Sempre” - 92 PONTOS  Rudolph Giuliani na cama, de “Borat 2” - 60 PONTOS  O Destino de Howard Ratner, de “Joias Brutas” - 37 PONTOS  Veterano Paul mira a arma para a câmera, de...

Cine Set elege a Melhor Série de TV/Streaming de 2020

A MELHOR SÉRIE DE 2020 'NORMAL PEOPLE' - 2 VOTOS Confira as listas de 2019, 2018, 2017.Saiba quais foram os votos da equipe do Cine Set:  Caio Pimenta - 'Sob Pressão: Plantão Covid' "Sob Pressão: Plantão Covid" pode não ter a engenhosidade de "O Gambito da Rainha", o...

Cine Set elege o Melhor Filme de 2019

MELHOR FILME  Parasita - 225 PONTOS Bacurau - 154 PONTOS O Irlandês - 130 PONTOS Era uma vez em Hollywood - 81 PONTOS Assunto de Família e História de um Casamento - 66 PONTOS ANA SENA O Irlandês Assunto de Família Parasita Dois Papas Coringa Ford vs Ferrari Nós Greta...

Cine Set elege a Melhor Atriz do Cinema em 2019

MELHOR ATRIZ Lupita Nyong´o, por “Nós” - 186 PONTOS Scarlett Johansson, por “História de um Casamento” - 148 PONTOS Grace Passô, por “Temporada” e “No Coração do Mundo” - 81 PONTOS Florence Pugh, por “Midsommar” - 78 PONTOS Olivia Colman, por “A Favorita” - 57 PONTOS...

Cine Set elege o Melhor Ator do Cinema em 2019

MELHOR ATOR Adam Driver, por “O Relatório” e “História de um Casamento” - 184 PONTOS Antonio Banderas, por “Dor e Glória” - 160 PONTOS Joaquin Phoenix, por “Coringa” - 159 PONTOS Robert De Niro, por “O Irlandês” - 128 PONTOS Jonathan Pryce, por “Dois Papas” - 84...

Cine Set elege a Melhor Direção de Cinema de 2019

MELHOR DIREÇÃO Bong Joon-Ho, de "Parasita" - 228 PONTOS Martin Scorsese, de "O Irlandês" - 161 PONTOS Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelle, de "Bacurau" - 125 PONTOS Quentin Tarantino, de "Era uma vez em Hollywood" - 89 PONTOS Noah Baumbach, de "História de um...