Estrelado duplamente por Seth Rogen (‘Casal Improvável’), ‘An American Pickle’ se encaixa exatamente na situação de obras literárias que são melhores no papel do que na tela do cinema. Mesmo possuindo um humor baseado em ironias, o roteiro do longa excede previsibilidade com ações repetidas de seus personagens e ainda dá espaço para uma carga dramática não correspondida por Rogen. 

O longa se baseia no conto “Sell Out” de Simon Rich, o qual também assina o roteiro da produção. Sua história acompanha o judeu Herschel Greenbaum (Rogen) como imigrante nos Estados Unidos em 1919. Trabalhando em uma fábrica de picles, Herschel cai acidentalmente em um tanque da produção onde fica preso durante 100 anos. Ao ser encontrado, ele busca conexões com sua família formada somente pelo bisneto Ben Greenbaum (Rogen  novamente), falhando em todas tentativas de aproximação. 

Como um comediante extremamente popular por filmes como ‘É o Fim’ e ‘A Entrevista’, Seth Rogen costuma assinar seus projetos no cinema com toques de improviso, o que ele mesmo admitiu como muito difícil de ser feito em ‘An American Pickles’ devido à duplicidade de papéis. Contracenando majoritariamente consigo mesmo, Rogen apresenta uma performance satisfatória, auxiliado principalmente por sua caracterização. O único problema da dinâmica entre os dois papeis é a densidade dramática linear quando ambos personagens brigam, sem diferir um do outro, parecendo uma espécie de diálogo com o espelho. 

Já a trama em si consegue aprofundar muito bem os dois personagens com conflitos pessoais bem desenvolvidos. Sua previsibilidade se baseia na perseguição entre Ben e Herschel e nos próximos passos desta briga de egos, entretanto, as situações cômicas e próximas da realidade tornam o enredo fácil de ser acompanhado, mesmo que não surpreenda em suas escolhas. 

RELIGIÃO, POLÍTICA E UM CICLO REPETITIVO 

Dirigido pelo estreante Brandon Trost, “An American Pickle” apresenta uma ampla abordagem de temáticas mais sérias. A melhor parte do humor e ironia misturados com situações cotidianas é a exclusão da necessidade de se reafirmar como um filme muito engraçado ou que defende causas. Suas críticas são feitas de forma rápida e moderada, mas nada superficial principalmente devido à frequência durante toda produção. 

Desde as condições de sua imigração, Herschel aborda amplamente a cultura como judeu e até mesmo o preconceito velado sobre. De forma muito simpática, “An American Pickle” consegue desenrolar a presença da religião e sua importância para a vida de Herschel e Ben sem parecer piegas ou ter um ar de salvação como em ‘Deus Não Está Morto’. Aqui, a religião aparece também como exemplo de pertencimento, cultura e ancestralidade, sendo o elemento que consegue realizar a conexão entre duas pessoas tão distintas 

Além disso, o filme ainda consegue fazer algumas referências à realidade como Herschel, realizando afirmações estúpidas e preconceituosas, mas sendo apoiado por várias pessoas por ser alguém verdadeiro e autêntico. O ponto alto desta narrativa sobre o personagem ter costumes e a mentalidade de 100 anos atrás é justamente o apoio popular sobre ideias ultrapassadas e mesmo a forma como ele facilmente se torna um exemplo, cogitado até a concorrer a cargos políticos. 

Para aqueles que acompanham o trabalho de Seth Rogen este torna-se um trabalho muito interessante, principalmente, por investir em um humor “inofensivo” com classificação indicativa bem abaixo do padrão de Rogen. Embora ‘An American Pickle’ não seja um filme genial, ele também não chega a ser uma total perda de tempo. Investindo fortemente na temática sobre família e no humor ácido, definitivamente é um filme divertido de ser assistido, mesmo sem poder esperar grandes surpresas positivas. 

‘Mulher Maravilha 1984’: DC regride com bomba vergonhosa

A história se repete, certo? Passamos a vida ouvindo esse ditado, e parece que é verdade mesmo. No panteão dos quadrinhos super-heróicos da DC Comics, Superman, Batman e Mulher Maravilha são conhecidos entre os fãs como “a trindade” da editora. São reconhecidamente os...

‘Soul’: brilhante animação sobre quem realmente somos

“Editor-chefe do Cine Set. Exerce o cargo de diretor de programas na TV Ufam. Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas com curso de pós-graduação na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo”.  Você encontra este texto na parte ‘Sobre o Autor’ desta...

‘O Céu da Meia-Noite’: George Clooney testa paciência em sci-fi sofrível

Galã charmoso dos moldes da Hollywood nos anos 1950, George Clooney construiu gradualmente uma trajetória para além deste rótulo. Depois de aprender com o fracasso de “Batman & Robin”, ele começou a selecionar melhor os projetos em que se meteria – até venceu o...

‘The Nest’: elegante jogo das aparências mistura drama e terror

Depois de surpreender com uma narrativa envolvente no longa de estreia em “Martha Marcy Mae Marlene”, Sean Durkin retorna nove anos depois com “The Nest” (“O Ninho”, em tradução literal). Acompanhado de atuações excelentes de Carrie Coon e Jude Law, ele traz o...

‘Let Them All Talk’: Soderbergh entre Bergman e Allen sem ser incisivo

'Galera, é o seguinte: estou pensando em fazer um filme todo gravado em um transatlântico. Vocês topam?’.  Se receber um convite destes seria tentador por si só, imagine vindo de Steven Soderbergh, diretor ganhador da Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1989 por...

‘A Voz Suprema do Blues’: estado puro dos talentos de Viola Davis e Chadwick Boseman

"A Voz Suprema do Blues” reúne a mesma trinca de “Um Limite Entre Nós”: Viola Davis de protagonista em um filme produzido por Denzel Washington baseado em uma peça do dramaturgo August Wilson. Além dos nomes envolvidos, o projeto da Netflix guarda as qualidades – um...

‘First Cow’: uma lembrança sobre a necessidade da solidariedade

Não me surpreendo caso muitos perguntem os motivos de “First Cow” ser tão badalado e elogiado pela crítica internacional. Muito menos de uma possível insatisfação generalizada caso o longa dirigido, roteirizado e montado por Kelly Reichardt (“Certas Mulheres”) chegue...

‘À Luz do Sol’: potência de protagonistas ilumina a tela em documentário paraense

Documentário paraense selecionado para a mostra competitiva do Festival Olhar do Norte 2020, “À Luz do Sol” segue o caminho de produções como o amazonense “Maria”, de Elen Linth, e o longa alagoano “Cavalo”, da dupla Rafhael Barbosa e Werner Salles, marcados pela...

‘Raimundo Quintela – O Caçador Vira Porco’: Sherlock amazônico em aventura agradável

Misturar elementos da cultura pop e do cinema hollywoodiano com as lendas e crenças da Amazônia formam a base de “Raimundo Quintela – O Caçador Vira Porco”, curta-metragem paraense dirigido por Robson Fonseca. Vencedor de três categorias da mostra competitiva do...

‘O Som do Silêncio’: aflição e desespero de Riz Ahmed comovem em bom drama

A deficiência auditiva foi retratada nos cinemas com diferentes abordagens, mas, quase sempre a partir de uma situação já estabelecida. Em “O Milagre de Anne Sullivan” (1962), por exemplo, a professora interpretada pela vencedora do Oscar, Anne Bancroft, precisa...