Famoso pela conceituada franquia de animação ‘Kiriku’, o francês Michel Ocelot destaca novamente a cultura africana com ‘Dilili em Paris’. Apesar da animação em 2D não surpreender visualmente com as técnicas adotadas, a trama cercada de críticas sociais e personalidades famosas torna-se uma ótima apresentação de Paris na Belle Époque.

Desta vez, sua figura central é a jovem Dilili, uma kanak que desembarca na cidade luz por acidente. Junto do entregador Orel, a personagem decide investigar o desaparecimento de meninas na cidade, revelando a ação de uma organização secreta criminosa.

Apesar do tom leve de lidar com a narrativa, Ocelot se preocupa em permanecer próximo a realidade, principalmente no que diz respeito às diferentes culturas envolvidas. Como uma imigrante, Dilili possui uma aceitação mista pelos lugares que passa, com constantes episódios de racismo contra a personagem.

Tais acontecimentos são uma previsão da densidade que a história adota em sua parte final ao revelar o destino das meninas desaparecidas. Com um ar fantasioso e um argumento novamente verossímil descobrimos que a organização chamada “mestres do mal” busca impor um retrocesso a independência feminina alcançada até então.

DENSIDADE SURPREENDENTE DA TRAMA

Ao escolher Paris como seu cenário, o diretor apresenta a cidade por meio de fotografias sobrepostas com a animação em 2D. Essa mistura definitivamente é mais prática para que o público reconheça os cenários parisienses, porém, acaba se tornando ineficaz quando o assunto é imersão.

Por outro lado, o roteiro do longa constantemente alimenta o espectador com novos personagens dentro de seus diversos cenários. De forma bem divertida, Ocelot consegue envolver figuras históricas em sua trama indo de Marie Curie até Santos Dumont. O brasileiro, inclusive, faz parte de uma das cenas mais belas do longa com o resgate das meninas sequestradas.

Apesar do roteiro adotar muitas justificativas fáceis e até mesmo possuir um problema estrutural de ritmo, é justamente a mudança brusca de uma Paris ensolarada para os terrores enfrentados pelas jovens desaparecidas que tornam a trama mais densa. Assim, se deixarmos de lado as fragilidades do roteiro e o estranhamento visual das técnicas adotadas, ainda restará uma história importante, verossímil e tão encantadora quanto sua protagonista.

‘A Terra Negra dos Kawá’ será representante do Amazonas no 6º Santos Film Fest

O cinema amazonense segue circulando bastante em 2021: agora, é a vez de "A Terra Negra dos Kawá", terceiro longa-metragem dirigido por Sérgio Andrade, representar o Estado na sexta edição do Santos Film Fest. A produção estará dentro da Mostra Humanidades do evento...

Netflix anuncia parceria com ICAB para apoio a profissionais do audiovisual brasileiro

O Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros (ICAB) e a Netflix retomam parceria para auxiliar os profissionais da indústria audiovisual brasileira. A nova doação de R$ 3 milhões para o fundo gerenciado pelo ICAB tem como objetivo apoiar a comunidade criativa na...

Karim Ainouz representa o cinema brasileiro no Festival de Cannes 2021

O Festival de Cannes divulgou a lista de filmes selecionados para a aguardada edição de 2021 na quinta-feira, 3 de junho, e a América Latina não teve vez na disputa pela Palma de Ouro: nenhum longa da região irá concorrer ao prêmio máximo do evento na Riviera...

Projeto da Universidade Federal de Sergipe realiza Mostra de Cinema Nortista

O projeto UFS | Cine Vitória online está de volta com a sua segunda edição. O projeto tem o intuito de estimular o cinema e continuar, de forma remota, o trabalho feito pelo Cinema Vitória, a única sala de cinema de arte do estado desde 1934. Serão diversas produções...

Sobre Jazz, Cinema, Bate-Papos e saudades de um tempo sem pandemia

Entre as muitas coisas que a pandemia da Covid-19 nos tem tirado – a tranquilidade, a vontade de sair à rua, as pessoas queridas que se foram –, a perda das experiências culturais compartilhadas é uma ausência que cala particularmente fundo.  Essa perda é ainda mais...

Inscrições abertas para masterclass gratuita com Jorge Bodanzky

Estão abertas as inscrições para a masterclass ministrada pelo cineasta Jorge Bodanzky, na terça-feira, 1 de junho, às 17h00. O evento faz parte da programação da Mostra Ecofalante de Cinema-Semana do Meio Ambiente: Especial Amazônia, em parceria com a Spcine....

Bruna Linzmeyer e Linn da Quebrada são atrações do Festival de Finos Filmes

Entre 2/6 e 6/6, o VIII Festival de Finos Filmes leva seis debates ao canal de YouTube do Museu da Imagem e do Som – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa  do  Governo do Estado de São Paulo. Bruna Linzmeyer, Linn da Quebrada, Alê Santos, Christian...

Filmes sobre Jair Rodrigues e Yamandu Costa serão atrações do In-Edit Brasil

O IN-EDIT BRASIL – Festival Internacional do Documentário Musical chega à sua 13ª edição e acontece de 16 a 27 de junho, com mais de 50 filmes nacionais e internacionais inéditos no circuito comercial. Pelo segundo ano consecutivo, o festival será online, alcançando...

Cardume se torna a nova opção de streaming de curtas brasileiros

Atores e produtores da cena independente, Daniel Jaber e Luciana Damasceno conhecem bem a batalha que é fazer cinema no Brasil. Entusiastas do formato curta-metragem, também sabem a dificuldade que é conseguir exibir os filmes depois de prontos, tendo visto muitos de...

Embaúba Play estreia como novo opção de streaming para o cinema brasileiro

A cinefilia nacional conta com uma nova plataforma, a Embaúba Play (http://embaubaplay.com), com uma proposta inédita no país: oferecer boa parte da produção nacional recente, a preço acessível, trazendo inclusive obras inéditas em circuito comercial, que foram...