“La Mif”, nova produção do diretor Fred Baillif (“Tapis Rouge”), é um drama social devastador – ainda que não da maneira comumente vista em filmes do gênero. Ganhador do prêmio de Melhor Filme da mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, o longa da Suíça é uma dura análise do sistema de proteção de menores deste país europeu, contado do ponto de vista tanto de tutelados quanto de tutores.

A “Mif” do título é uma gíria para “família” – e é a forma como um grupo de meninas que vive em um abrigo de menores se refere a si mesmo. Os motivos que as levaram lá são multifacetados, mas muitos são relacionados a abusos sofridos no seio de suas famílias.

Elas são acompanhadas por um grupo de agentes sociais chefiados por Lora, uma mulher que carrega sofregamente o fardo psicológico da profissão, mas que consegue ter uma relação próxima – na medida do possível – com as meninas.

Usando como ponto de partida um espinhoso caso de sexo entre adolescentes ocorrido dentro do abrigo e o retorno de Lora após uma licença por motivo de doença, “La Mif” apresenta cada uma de suas oito personagens principais (as sete menores mais Lora), sem se ater a arcos narrativos clássicos.

“La Mif” argumenta que essas vidas, complicadas e de certa forma interrompidas por uma miríade de fatores, não se prestam à compartimentalização e nem à organização para fins dramáticos.

PRONTO PARA A AÇÃO 

Escrito por Baillif em colaboração próxima com seu elenco de atrizes mirins não-profissionais, o roteiro apresenta uma compilação de histórias em que as linhas entre certo e errado são constantemente borradas por emoções à flor da pele.

Isso é reforçado pela montagem simultaneamente fluida e precisa, também executada pelo diretor. Ela desloca imagens através da cronologia de eventos, recontextualizando-as com novas informações e novos ordenamentos. O retorno de Lora ao abrigo, mostrado logo no início do filme, por exemplo, ganha um contorno completamente diferente quando reapresentado em uma versão estendida no terceiro ato que explicita o motivo de sua ausência.

Nas mãos de Hollywood, os mesmos elementos poderiam render uma história de uma agente social mudando a vida de um grupo de garotas. A dureza do filme vem da lembrança de que a realidade não é tão simples como no cinema e muitas vezes, os profissionais que cuidam de jovens em situação de risco são tão problemáticos quanto os menores sob sua tutela.

“La Mif” aponta corajosamente para um problema que não parece ter solução, mas o faz de maneira esperançosa, com muitos momentos em que suas personagens conseguem enxergar a vida para além de sua situação. É um filme belo e trágico – mas como as mulheres em seu centro, pronto para a ação.

‘Censor’: memória como processo de edição e censura

"Censor", longa de estreia de Prano Bailey-Bond, é um terror com completo controle de sua atmosfera feito sob medida para agradar fãs do gênero. O filme, que estreou na seção Meia-Noite do Festival de Sundance e foi exibido na mostra Panorama da Berlinale deste ano, é...

‘What Do We See When We Look at the Sky?’: minúcias da vida levadas à exaustão

O céu, escadas, pontes, um rio, pessoas andando, cachorros e muito, mas muito futebol. Essas são algumas das coisas que os espectadores de "What Do We See When We Look in the Sky?" têm a chance de ver por longos períodos de tempo durante o filme, que estreou na mostra...

‘Petite Maman’: delicado filme adulto sobre a infância

Depois de ganhar fama mundial com seu melhor filme e abandonar publicamente a maior premiação de seu país natal, o que você faria? A diretora francesa Céline Sciamma voltou logo ao trabalho. Ela agora retorna com “Petite Maman”, menos de dois anos depois de seu último...

‘Mission Ulja Funk’: aventura infantil defende a ciência e ataca fanatismo religioso

Uma aventura juvenil divertida e necessária contra o fundamentalismo religioso, “Mission Ulja Funk” é uma das surpresas da Berlinale deste ano. A co-produção Alemanha-Luxemburgo-Polônia, exibida na mostra Generation Kplus do evento cinematográfico, tem muito carisma e...

‘Una Escuela en Cerro Hueso’: pequena pérola argentina sobre autismo

Um filme delicado sobre adaptação e superação, “Una Escuela em Cerro Hueso” é um drama argentino que chama a atenção para o autismo sem apelar para reducionismos. Exibido na mostra Generation Kplus do Festival de Berlim deste ano, onde ganhou uma menção especial do...

‘The White Fortress’: contexto social da Bósnia fortalece romance juvenil

"The White Fortress", novo filme de Igor Drljača, é um longa multifacetado que tem a chance de seduzir diversos tipos de espectadores. Apresentado na mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, a co-produção Bósnia e Herzegovina-Canadá é um sensível...

‘La Mif’: devastador drama social aposta em narrativa ousada

"La Mif", nova produção do diretor Fred Baillif (“Tapis Rouge”), é um drama social devastador - ainda que não da maneira comumente vista em filmes do gênero. Ganhador do prêmio de Melhor Filme da mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, o longa da...

‘Social Hygiene’: distanciamento social físico e metafórico em filmaço

Um filme que reflete perfeitamente os tempos pandêmicos, "Social Hygiene", de Denis Côté, é uma produção que dá um significado completamente novo ao termo "distanciamento social". O longa tornou seu realizador um dos ganhadores do prêmio de Melhor Diretor da...

‘Tina’: documentário para celebrar uma gigante do Rock

Das várias injustiças cometidas contra Tina Turner - a Rainha do Rock -, talvez a mais louca a persistir até hoje seja o fato de ela não constar como artista solo no Hall da Fama do estilo que rege. Os eleitores da organização podem corrigir esse fato em 2021, já que...

‘We’: o cinema como construtor de uma memória coletiva

"We", o novo filme de Alice Diop, é várias coisas: uma lembrança familiar, uma celebração das vidas comuns e uma busca pela identidade da França nos dias de hoje. Acima de tudo, o documentário, que ganhou o prêmio de Melhor Filme da mostra Encontros do Festival de...