Pode soar como uma frase tirada diretamente de um livro de mindfulness (técnica de atenção plena), mas de uma forma ou de outra, a maioria das experiências de uma pessoa é mediada pelo corpo. Conduzido desta forma de maneira poética, “Memories of My Body”, de Garin Nugroho, é uma reflexão sobre uma existência vivida em plenitude – explorando o desejo, procurando o conhecimento e abraçando o intangível em um mundo totalmente material. 

O filme – selecionado como parte da seção Open Doors do Festival de Cinema de Locarno deste ano – é um amadurecimento vagamente baseado na vida do dançarino indonésio Rianto, que aparece no filme como narrador. Suas aparições servem como um dispositivo de enquadramento, marcando quatro contos de descoberta e crescimento ocorridos em diferentes épocas. 

A contraparte cinematográfica de Rianto se chama Juno e “Memories of My Body” o acompanha enquanto ele passa de uma criança de uma comunidade rural a um artista fascinante que atrapalha uma eleição local. Abandonando a tradicional abordagem biográfica, o roteiro – escrito também por Nugroho – está mais preocupado com o aspecto formativo das experiências do menino do que com a obediência a uma cronologia regular, usando elipses e desvios estilísticos conforme achar apropriado. 

‘O DESTINO VIVE NA GRAÇA DO SEU CORPO’ 

A partir do pôster de David Bowie – o padroeiro da transformação da cultura pop – que se vê no início do filme, a jornada do protagonista é um processo de assimilação e mudança, em que tudo o que é vivido se torna um conhecimento transformador. Logo na primeira história, em que descobre quais galinhas devem botar ovos por seus dedos, ele percebe a importância do corpo nesse processo, que o leva ao Lengger – uma antiga dança tradicional indonesiana. 

À medida que a técnica de Lengger de Juno se expande, “Memories of My Body” reforça a ideia de que tudo é dança, no sentido de que é uma forma de movimento vivida pelo corpo. Porque o dançarino vê isso e pode adquirir habilidades facilmente e elas permitem que ele avance. 

Sua visão é capaz de medir as pessoas sem tocá-las. Seu toque o torna um costureiro habilidoso. Sua conexão com os elementos o torna desejável tanto por políticos quanto por feiticeiros. No meio de tudo isso, ele absorve tudo: se apaixona, é abandonado, encontra sua verdadeira vocação, perde sua família, perambula pelo país e faz muito sexo. 

Em algum momento, o narrador diz que “o destino vive na graça do seu corpo” e essa afirmação resume muito bem o filme. Em seu abraço desavergonhado da fisicalidade que conecta a alma humana ao mundo que a rodeia, “Memories of My Body” sugere uma realidade onde a linha que separa esses dois é mais tênue – e nem mesmo mil livros de mindfulness vão tirar essa ideia de sua beleza. 

‘Mortal Kombat’: duas horas de praticamente nada

Ah, Hollywood, você não aprende... Não deveria ser tão difícil assim fazer um filme ao menos legal baseado no game Mortal Kombat. Mas pelo visto é. Numa nota pessoal, já joguei algumas versões do game ao longo das décadas, em diferentes plataformas. Mortal Kombat...

‘Passageiro Acidental’: sci-fi vazia por roteiro preguiçoso

Comunidade, sobrevivência e sacrifício. Sobre essas três temáticas orbita a narrativa de “Passageiro Acidental”, novo filme do brasileiro de Joe Penna (“Ártico”) disponível na Netflix. Acompanhamos uma equipe que parte em uma missão de dois anos para Marte; no...

‘What Do We See When We Look at the Sky?’: minúcias da vida levadas à exaustão

O céu, escadas, pontes, um rio, pessoas andando, cachorros e muito, mas muito futebol. Essas são algumas das coisas que os espectadores de "What Do We See When We Look in the Sky?" têm a chance de ver por longos períodos de tempo durante o filme, que estreou na mostra...

‘Petite Maman’: delicado filme adulto sobre a infância

Depois de ganhar fama mundial com seu melhor filme e abandonar publicamente a maior premiação de seu país natal, o que você faria? A diretora francesa Céline Sciamma voltou logo ao trabalho. Ela agora retorna com “Petite Maman”, menos de dois anos depois de seu último...

‘Vozes e Vultos’: Amanda Seyfreid sai de ‘Mank’ para bomba

A Netflix é muito boa em fazer propaganda enganosa... Quem for assistir ao trailer da sua produção "Vozes e Vultos" imagina, logo antes de apertar “play” no filme, que vai ver um terror ou, ao menos, um suspense, algo intenso. Nada mais longe da verdade: o longa...

‘O Homem que Vendeu Sua Pele’: leveza demais faz ficar na superfície bons temas

O maior mérito de O Homem que Vendeu Sua Pele, da cineasta tunisiana Kaouther Ben Hania, é o ato de malabarismo que ele realiza ao longo da sua duração: O filme consegue, ao mesmo tempo, ser uma sátira ao mundo da arte, lançar um olhar tocante sobre o problema dos...

‘Mission Ulja Funk’: aventura infantil defende a ciência e ataca fanatismo religioso

Uma aventura juvenil divertida e necessária contra o fundamentalismo religioso, “Mission Ulja Funk” é uma das surpresas da Berlinale deste ano. A co-produção Alemanha-Luxemburgo-Polônia, exibida na mostra Generation Kplus do evento cinematográfico, tem muito carisma e...

‘Agora Estamos Vivos’: grande vazio emocional e de conceitos

O que você faria se fosse a última pessoa na Terra? É com essa perspectiva que Reed Morano (“The Handmaid’s Tale”) arquiteta seu novo filme: “Agora Estamos Sozinhos”. Disponível no Prime Vídeo, a trama traz um mundo pós-apocalíptico intimista habitado por Peter...

‘Una Escuela en Cerro Hueso’: pequena pérola argentina sobre autismo

Um filme delicado sobre adaptação e superação, “Una Escuela em Cerro Hueso” é um drama argentino que chama a atenção para o autismo sem apelar para reducionismos. Exibido na mostra Generation Kplus do Festival de Berlim deste ano, onde ganhou uma menção especial do...

‘The White Fortress’: contexto social da Bósnia fortalece romance juvenil

"The White Fortress", novo filme de Igor Drljača, é um longa multifacetado que tem a chance de seduzir diversos tipos de espectadores. Apresentado na mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, a co-produção Bósnia e Herzegovina-Canadá é um sensível...