A luta do cacique Tukano Justino Pena para manter as tradições e cultura indígena em Manaus a partir da criação do Centro Municipal de Educação Escolar Indígena ‘Bayaroá’ é o tema do novo documentário dirigido por Cleinaldo Marinho (“Dabacuri do Teatro Amazonense”). Com 30 minutos da duração, o curta terá lançamento nesta quinta-feira (15), às 15h, em sessão gratuita no Centro Cultural Povos da Amazônia.

Nascido em São Gabriel da Cachoeira, o cacique veio com a família para Manaus. Munido da determinação para preservar os saberes ancestrais de seu povo, formou uma associação cultural e buscou, junto à Secretaria Municipal de Educação, a criação de uma escola para os indígenas. Além do líder Tukano, o documentário também conversa com a professora indígena Rosiane Lana.

O projeto, contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, via Lei Aldir Blanc, foi concebido e produzido pelas assessoras pedagógicas da Gerência de Educação Escolar Indígena (GEEI) da Semed, Eneida Afonso e Fabiene Priscila.

Luta do cacique Tukano Justino Pena levou à criação do Centro Municipal de Educação Escolar Indígena ‘Bayaroá’.

“Recebi esse convite das duas produtoras, que me apresentaram o projeto de uma forma muito particular e leve, nesse contexto de não se perder as origens, e isso me deixou muito feliz em participar. Acredito que a preservação da cultura, das tradições e da língua materna são de extrema importância, não somente no contexto dos povos indígenas, mas em todo o contexto do ser humano, que é a sua valorização; valorização da tua origem, da tua história. A partir daí, você começa a buscar novos conhecimentos, mas sem perder a tua essência”, afirma o diretor.

Para as idealizadoras e pesquisadoras, produzir ‘Bayaroá’ foi gratificante. “Trata-se de um registro etnográfico da história de vida do cacique Justino Pena e a sua luta pela manutenção de sua língua e cultura. A Educação indígena como relato principal do roteiro é uma pauta super atual dos povos indígenas em todo o Brasil. Colocar essa discussão para reflexão da sociedade nos deixou muito feliz”, completou a produtora executiva Fabiene Priscila.

As locações para a gravação do vídeo documentário foram a sede da Associação Cultural da Comunidade Bayaroá, localizada no Km 04 da BR-174, zona rural de Manaus. O filme traz entrevistas no formato bilíngue (Tukano e Português) e também uma mostra dos rituais com cantos e danças Tukano.

“A gente tem uma história dos nossos antepassados. Eu quero buscar esse conhecimento que está resistindo até aqui com os meus filhos, com outros familiares. A gente abre o espaço tão maravilhoso que a gente tem, preservando a língua materna, trazendo as comidas tradicionais. Bayaroá é modo geral. Bayá é uma pessoa responsável de cada canto dos povos indígenas. Ela abrange como se fosse um pai, que orienta as pessoas. Que traga seu conhecimento, que repasse seus conhecimentos, suas medicinas, culturais, espirituais, de cura. Bayaroá nasce com esse conhecimento”, conclui Justino Pena, no filme.

com informações de assessoria

O Fórum Feminino do Audiovisual do Amazonas | Podcast Cine Set #69

Surgido após a ausência de filmes dirigidos por mulheres amazonenses na quarta edição do Festival Olhar do Norte, o Fórum Feminino do Audiovisual do Amazonas chega como um local de fortalecer laços entre as mulheres que trabalham no setor do Estado. A geração de...

Do Acre para a Suécia: ‘Noites Alienígenas’ leva a Gotemburgo dilemas da Amazônia urbana 

Os dilemas de uma cidade no meio da Amazônia no constante choque existencial entre o urbano e a floresta diante da explosão da criminalidade causada pelas facções criminosas. Nesta realidade urgente e mais do que atual se passa “Noites Alienígenas”, longa acreano...

Cinco Breves Notas sobre a saída do Cinemark de Manaus 

1. MILHARES SEM CINEMA PRÓXIMO A ELAS  O fim das oito salas do Cinemark no Studio 5 deixa milhares de pessoas sem um cinema perto delas, cenário diferente do que ocorrera com o fechamento do Playarte do Manauara Shopping, onde outros shoppings – Amazonas, Millenium e...

Studio 5 confirma fechamento das salas do Cinemark em Manaus

Depois de 20 anos em operação, o Cinemark encerrou as atividades em Manaus. Procurado pelo Cine Set, o Studio 5 confirmou a informação. O último dia de operação da rede norte-americana na cidade aconteceu no domingo, dia 30 de janeiro. O Cinemark tinha oito salas na...

10 Filmes do Cinema Amazonense Para Ficar de Olho em 2022

Depois de um grande 2021 com muitos prêmios e presenças em importantes festivais nacionais e internacionais, o cinema amazonense chega para o ano novo com expectativas de manter o momento de alta. Muito disso graças aos lançamentos de projetos financiados com recursos...

Retrospectiva Cine Set – O Melhor e Pior do Cinema Amazonense em 2021

Incontáveis vezes durante 2021 escrevi que, em meio a tantas tragédias e notícias ruins, o cinema era uma das poucas coisas que o amazonense poderia se orgulhar neste ano. Afinal, semana após semana, as produções locais participavam de festivais Brasil e mundo afora,...

Retrospectiva 2021 – O Ano do Cine Set

Perco o número de vezes da quantidade de vezes em que já me perguntei o motivo de seguir fazendo o Cine Set durante estes 7,5 anos de existência do site.  Em janeiro de 2021, entretanto, parei.  Como seguir adiante quando a cidade onde nasci e vivo colapsa?...

Galeria de Fotos – Lançamento do Livro ‘Olhar Feminino: O Norte na Direção’

O Cine Set promoveu o lançamento de "'Olhar Feminino: O Norte na Direção" na noite do último sábado (18) no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, 279, no Centro de Manaus. Pâmela Eurídice, autora do livro, recebeu familiares e amigos para uma sessão de...

Cine Set lança livro sobre cinema feito por mulheres no Amazonas

Trazendo um registro da produção cinematográfica feminina no Amazonas, o livro “Olhar Feminino: O Norte na Direção” será lançado no dia 18 de dezembro, com uma noite de autógrafos no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, no Centro de Manaus, a partir das...

UEA avança no processo de retomada do curso de audiovisual

O Conselho Acadêmico da unidade da Escola Superior de Artes e Turismo (Conaesat) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aprovou, nesta semana, o projeto de retomada do curso de audiovisual. Agora, a proposta deve ser sacramentada pelo Conselho Universitário da...