Ao longo de cinco dias serão exibidos 36 curtas-metragens produzidos nos estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais e no Distrito Federal. Os filmes podem ser acessados de forma gratuita ao longo dos cinco dias do evento pelo site www.cinebaru.com.br.

Neste ano, a mostra contou com a inscrição de 135 produções audiovisuais. Foram selecionados 36 curtas-metragens, sendo 27 filmes para a Mostra Competitiva Regional e 9 filmes para a Mostra Sertãozin (infantojuvenil). A curadoria, composta por integrantes da equipe e convidadas externas, teve um olhar especial para filmes dirigidos e/ou protagonizados por mulheres, negras, negros, indígenas e LGBTQIA+.

Na última noite do evento, um júri composto por cineastas, produtores culturais e ativistas anunciará na live de encerramento o melhor filme da Mostra Competitiva Regional e reconhecerá outras três produções audiovisuais com menções honrosas. Os troféus, produzidos pelo artesão Valdiney Carvalho, serão enviados aos ganhadores.

O objetivo da mostra segue inabalável: democratizar o acesso ao cinema e fortalecer a produção audiovisual realizada no território baiangoneiro. “A mostra busca trazer um olhar sensível para esses territórios e celebrar o cinema no sertão-cerrado, sua diversidade, suas tradições, povos e lutas”, afirmam os integrantes do coletivo Ecos do Caminho, idealizadores do evento.

Ao longo de seus 5 anos de existência, o CineBaru já recebeu 682 inscrições e exibiu 150 filmes de forma presencial e remota. Além disso, mantém há quatro anos uma frutífera parceria com o SescTV por meio do Prêmio Aquisição SescTV.

Produção territorial e escrita afetiva – O CineBaru também realiza atividades de formação e expressão criativa. Uma delas é o projeto Meu cinema, nosso território, que tem como objetivo a produção de um filme autoficcional com direção coletiva. O edital recebeu 16 inscrições e selecionou cinco diretores residentes no sertão do norte e noroeste mineiro para co-dirigirem um curta-metragem de até 15 minutos. A produção já está em curso e finalizará em junho. O curta-metragem produzido será lançado em julho nos canais do CineBaru.

Outra ação que acontece neste ano é o Chamado de Cartas, um convite aos profissionais do audiovisual, artistas, estudantes, ativistas e representantes da sociedade civil, residentes ou com forte vínculo com o território baiangoneiro, para que escrevam cartas endereçadas a um cinema do futuro. As cartas escritas podem ser enviadas por correio e as cartas em áudio podem ser enviadas por whatsapp. 

Financiamento Para custear a produção do CineBaru e fortalecer as ações em prol da democratização do cinema no território baiangoneiro, a mostra segue com a campanha de financiamento coletivo (acesse aqui).

O CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema também tem o apoio financeiro da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais e do Governo Federal, via Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc – LAB.

com informações de assessoria

foto: Bruno Graziano

Dicas da Kult: três ótimas funcionalidades da plataforma para fãs de cultura pop

Plataforma ideal para quem ama cinema, a Kult permite ao usuário interagir com outros apaixonados por cultura pop – vale lembrar que, além de filmes, você pode indicar podcasts, livros, séries, músicas e muito mais.   A valorização da cultura está, aliás, entre os...

Dicas na Kult: cinco comunidades imperdíveis para cinéfilos

Criada em fevereiro de 2020, a Kult é uma plataforma ideal para quem ama a cultura pop. Através dela, você pode indicar filmes, séries, podcasts, livros, música e muito mais tanto para seus amigos quanto para membros da rede. Além disso, ela permite ao usuário...

Pelas telonas: aprenda a ser um editor de cinema

Quando compramos o ingresso, pegamos a pipoca e sentamos nas confortáveis cadeiras das salas escuras, não imaginamos que aquela grande obra que passa na tela gigante, percorreu um longo caminho para chegar até ali. Pode ser difícil de acreditar, mas um filme não nasce...

Gravado no Amazonas, ‘A Cidade Ilhada’ dá primeiros passos no mercado internacional

Baseado no livro homônimo do amazonense Milton Hatoum, "A Cidade Ilhada" teve seus direitos internacionais adquiridos pelo Cinema Management Group, de Edward Noeltner, com sede em Beverly Hills. A adaptação de "A Cidade Ilhada" dirigida por Sérgio Machado (“Cidade...

Festival de Gramado registra alta de 34% no número de filmes inscritos

O 50º Festival de Cinema de Gramado já se consolida como uma edição histórica, superando índices de anos anteriores e projetando uma grande ode ao cinema brasileiro e latino. Em 2022, houve um aumento de 34% no número de filmes inscritos para as mostras de...

Documentário mostra história do jornal feito por moradores de rua em Porto Alegre

Há 21 anos em circulação, o jornal Boca de Rua é o tema do longa-metragem "De Olhos Abertos", de Charlotte Dafol, documentário que acompanha a luta cotidiana de pessoas em situação de rua na cidade de Porto Alegre. A partir de 5 de maio (quinta-feira) de 2022, o...

Clube Hebraica realiza exibição de documentário com depoimentos de vítimas do Holocausto

Em homenagem ao YomHaShoá, ou Dia da Lembrança do Holocausto, o Clube Hebraica exibe, na quinta-feira (28), o filme Não Mais Silêncio, dirigido por Marcio Pitliuk e Luiz Rampazzo. A obra se trata de um documentário com depoimentos de dez sobreviventes do Holocausto...

Curso gratuito de produção de documentário está com inscrições abertas em Manaus

Formação intensiva e gratuita, o Curso de Produção de Documentários do Amazonas será realizado entre os dias 25 e 30 de abril, das 13h às 18h, no Centro Cultural Palácio da Justiça, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus. As inscrições já estão...

Em Manaus, Parque das Tribos será palco da estreia de série antirracista

Primeiro bairro indígena oficializado pela Prefeitura de Manaus, o Parque das Tribos recebe, nesta quarta-feira (6), a sessão de lançamento de "Seta - Caminhos Possíveis: por uma educação antirracista". Parceria entre o projeto Seta (Sistema de Educação por uma...

9º Festival de Finos Filmes abre inscrições para obras de todo Brasil

Até 2 de maio, realizadores nacionais podem inscrever seus curtas-metragens no IX Festival de Finos Filmes, mostra de cinema e política, que acontece em setembro em São Paulo. Para a inscrição, os filmes devem ter até 20 minutos e terem sido produzidos a partir de...