O workshop ‘Cinema Indígena’ está com inscrições gratuitas abertas em Manaus. Prevista para acontecer nos dias 24 e 25 de julho, a atividade será ministrada pelo cineasta Takumã Kuikuro no espaço de mídias da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), bairro Parque 10, zona Centro-Sul, com turmas pela manhã e tarde. 

Clique aqui para se inscrever 

Fundador do Coletivo Kuikuro de Cinema, Takumã Kuikuro dirigiu o documentário As Hyper Mulheres (2011), juntamente com Leonardo Sette e Carlos Fausto e já foi premiado nos festivais de Gramado e Brasília. Em 2017, recebeu o Prêmio de Bolsa Honorária da Universidade Queen Mary Londres. Em 2019, atuou como o primeiro juiz indígena do Festival de Cinema Brasileiro em Brasília. Foi o idealizador e curador do 1st Brazil Indigenous Film Festival UK. “É importante divulgar nosso modo de fazer cinema e o nosso olhar para os não indígenas. Nós, indígenas, estamos ‘demarcando as telas’. A câmera é uma flecha”, declarou. 

O workshop é uma parceria de Takumã com a Balsa Amarela, produtora do diretor amazonense Rafael Ramos (“Manaus Hot City”). A proposta do workshop surgiu durante as atividades do projeto Casa Comum, coordenado pelo diretor artístico Renato Rocha, onde Rafael e Takumã desenvolveram uma parceria e adaptaram a ideia para o formato de oficina.   

“A cidade de Manaus tem uma importância estratégica por estar localizada próximo das regiões que, no total, abrigam mais de 180 povos indígenas, além de vários grupos isolados vivendo no bioma amazônico. E muitos profissionais do audiovisual que atuam na cidade têm realizado produções de documentários nessas localidades”, disse Rafael. 

O workshop foi contemplado pelo edital Programa Manaus Faz Cultura 2023, da Prefeitura de Manaus, e atende ao Programa de Cultura Itinerante do município. 

com apoio de informações de assessoria