Dono de duas das maiores bilheterias da história do cinema – “Titanic” e “Avatar”James Cameron nunca foi considerado a pessoa mais tranquila nos bastidores de Hollywood. Brigas com executivos de estúdios e um rigor extremo para alcançar a perfeição sempre marcaram as histórias por trás das câmeras do cineasta ganhador do Oscar. 

James Cameron aproveitou uma masterclass para desabafar sobre este passado. O diretor disse que, se pudesse, reveria certas atitudes. “Eu poderia ter ouvido mais. Ser menos autocrático. Eu não poderia ter tornado o filme mais importante do que a interação humana da equipe”, disse. 

Durante a masterclass, o diretor afirma que gostaria de adotar um estilo mais próximo a Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”), conhecido pelo seu jeito pacífico e calmo nos sets. Certa vez, Cameron teria visitado um set do colega e ficou pasmo com a quantidade de tempo que Howard leva para elogiar as pessoas em seu set. 

OS CAUSOS DE CAMERON 

Titanic James Cameron Jack Rose

As filmagens de “O Segredo do Abismo” foram traumáticas para o elenco: Ed Harris, por exemplo, quase se afogou durante uma das gravações, enquanto Mary Elizabeth Mastrantonio disse que o set foi tudo menos divertido. Ambos evitam falar da ficção científica até hoje. 

Em “Titanic”, James Cameron proibiu os atores e a equipe de irem ao banheiro durante a filmagem das cenas com os botes salva-vidas. Pressionado pelos executivos da Fox em cortar alguns minutos para diminuir os dias de gravações, o diretor disse que, para tanto, seria preciso demiti-lo. 

Recentemente, na pré-produção de “O Exterminador do Futuro 6”, Cameron tretou com Tim Miller. O diretor de “Deadpool” disse que não pretende nunca mais voltar a trabalhar com o cineasta. “Diz mais respeito a não querer estar em uma situação na qual eu não tenho controle do que acredito ser o certo”. 

‘Jungle Cruise’: aventura pela Amazônia passa de ano raspando

No início dos anos 2000, a Disney adaptou famosas atrações de seus parques para o cinema, como a “Mansão Mal-Assombrada” (2003) e “Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra” (2003) - este último rendendo até uma grande franquia. Com a tentativa de alcançar este...

‘Velozes e Furiosos 9’: gasolina da série parece perto do fim

E lá se vão vinte anos de Velozes e Furiosos no cinema... A metamorfose pela qual passou essa cinessérie, desde o primeiro – e visto hoje, até humilde – filme de 2001, é uma das mais curiosas trajetórias de sucesso da Hollywood moderna. O que começou com rachas,...

‘Pig’: Nicolas Cage em estado de graça em filme intrigante

Que filme curioso e interessante é este Pig, dirigido pelo estreante Michael Sarnoski. É aquele tipo de produção em que você realmente não sabe para onde a história vai, não sabe se ri ou se chora e sua abordagem minimalista o afasta de outros tipos de filmes com os...

‘Verão de 85’: agridoce romance gay cai em velhas armadilhas do gênero

Ah, o primeiro amor. Tem coisa mais fascinante, impulsiva e intensa que um primeiro amor? É um sentimento que toma conta da alma, da pele. Transborda sensações, energiza e ressignifica o que é viver.  Sempre haverá o antes e depois de um primeiro amor. Em uma...

‘Space Jam 2: Um Novo Legado’: perdido na nostalgia e sem saber seu público

Confesso que dificilmente consigo ser fisgada pela nostalgia. Dito isto, este elemento pode até ser o grande fator de atração de “Space Jam 2: Um Novo Legado” ao lado dos easter eggs, mas não é o suficiente para segurar a trama. Somos convidados a embarcar com LeBron...

‘A Última Carta de Amor’: Jojo Moyes em adaptação de altos e baixos

Lançamento da Netflix, “A última carta de amor” é um romance baseado no livro da escritora britânica Jojo Moyes, que já possui outro livro adaptado para os cinemas, “Como eu era antes de você", de 2016. A autora inclusive também é uma das produtoras do filme....

‘O Sétimo Dia’: policial com terror fica longe de combinar em filme fraco

Uma das belezas do cinema de gênero é perceber como, às vezes, roteiristas e cineastas espertos conseguem criar combinações que, à primeira vista, podem parecer impossíveis de funcionar em conjunto, mas funcionam. Ora, Todo Mundo Quase Morto (2004) é uma...

‘Caros Camaradas’: a desintegração do comunismo soviético

A primeira coisa que você deve saber acerca de “Caros Camaradas” é que estamos diante de um filme forte, necessário e que ainda se apropria de causas hoje presentes estruturados em uma sociedade desigual. Dito isso, vamos ao filme. “Caros Camaradas” narra um momento...

Trilogia ‘Rua do Medo’: diversão rasa, nostálgica e descartável

Séries de TV têm sido um dos pilares fundamentais na consolidação global da Netflix como o maior serviço de streaming do mundo. Boas, ótimas ou ruins, vindas de diversas partes do mundo, não importa: sempre podemos contar com a produção serializada de TV como parte...

‘Viúva Negra’: o pior filme da Marvel em muitos anos

Durante muito tempo, os fãs das produções da Marvel Studios pediam por um filme solo da heroína Viúva Negra. A estrela Scarlett Johansson também queria fazer. Para quem deseja entender um pouco dos meandros de Hollywood e esclarecer porque o filme da Viúva não saiu,...