Dono de duas das maiores bilheterias da história do cinema – “Titanic” e “Avatar”James Cameron nunca foi considerado a pessoa mais tranquila nos bastidores de Hollywood. Brigas com executivos de estúdios e um rigor extremo para alcançar a perfeição sempre marcaram as histórias por trás das câmeras do cineasta ganhador do Oscar. 

James Cameron aproveitou uma masterclass para desabafar sobre este passado. O diretor disse que, se pudesse, reveria certas atitudes. “Eu poderia ter ouvido mais. Ser menos autocrático. Eu não poderia ter tornado o filme mais importante do que a interação humana da equipe”, disse. 

Durante a masterclass, o diretor afirma que gostaria de adotar um estilo mais próximo a Ron Howard (“Uma Mente Brilhante”), conhecido pelo seu jeito pacífico e calmo nos sets. Certa vez, Cameron teria visitado um set do colega e ficou pasmo com a quantidade de tempo que Howard leva para elogiar as pessoas em seu set. 

OS CAUSOS DE CAMERON 

Titanic James Cameron Jack Rose

As filmagens de “O Segredo do Abismo” foram traumáticas para o elenco: Ed Harris, por exemplo, quase se afogou durante uma das gravações, enquanto Mary Elizabeth Mastrantonio disse que o set foi tudo menos divertido. Ambos evitam falar da ficção científica até hoje. 

Em “Titanic”, James Cameron proibiu os atores e a equipe de irem ao banheiro durante a filmagem das cenas com os botes salva-vidas. Pressionado pelos executivos da Fox em cortar alguns minutos para diminuir os dias de gravações, o diretor disse que, para tanto, seria preciso demiti-lo. 

Recentemente, na pré-produção de “O Exterminador do Futuro 6”, Cameron tretou com Tim Miller. O diretor de “Deadpool” disse que não pretende nunca mais voltar a trabalhar com o cineasta. “Diz mais respeito a não querer estar em uma situação na qual eu não tenho controle do que acredito ser o certo”. 

Olhar de Cinema 2022: ‘A Censora’, de Peter Kerekes

Dirigido por Peter Kerekes, “A Censora” aborda o dia a dia de uma penitenciária feminina em Odessa, cidade ucraniana. Misturando documentário e ficção, o filme tem como personagem principal Lesya (Maryna Klimova), jovem que recentemente deu à luz ao primeiro filho,...

Olhar de Cinema 2022: ‘O Trio em Mi Bemol’, de Rita Azevedo Gomes

Um casal de ex-amantes discute o passado e futuro de sua relação. A amizade e companheirismo que restaram sustentam os incômodos e ciúmes que surgiram? Um diretor em crise com seu novo filme discute com seus atores quais rumos a obra deve tomar. Eles serão capazes de...

‘Spiderhead’: algoritmo da Netflix a todo vapor com filme esquecível

“Spiderhead” é o novo filme da Netflix e, do ponto de vista de marketing, possui elementos ótimos para a equipe de “Promos” do streaming vender aos seus assinantes: dois nomes em alta graças ao sucesso de “Top Gun: Maverick”, o ator Miles Teller e o diretor Joseph...

Olhar de Cinema 2022: ‘Garotos Ingleses’, de Marcus Curvelo

É preciso coragem para utilizar o humor para tratar de temas violentos. Primeiro porque a comédia em si é um gênero geralmente visto (de forma equivocada) com um pé atrás, fazendo-se necessário um uso exemplar de suas possibilidades. Segundo, porque a tentativa de...

‘Arremessando Alto’: carta de amor de Adam Sandler ao basquete

A parceria Adam Sandler/Netflix permanece intacta. Desde que o ator e comediante assinou contrato com a plataforma, a produtora Happy Madison concebeu uma considerável safra de comédias com boa audiência no streaming. “Arremessando Alto” é a aposta da vez.  No papel...

‘RRR’: épico indiano dá aulas em extravagância fílmica

Já virou certo clichê entre a parcela ocidental da crítica cinematográfica a comparação entre “RRR” e os blockbusters hollywoodianos. Hollywood, dizem os críticos, deveria voltar sua atenção às terras ao leste do globo, porque “RRR” os deixa no chinelo em termos de...

‘Aline – A Voz do Amor’: tudo o que ‘Bohemian Rhapsody’ não é

“Um ficção livremente inspirada na vida de Céline Dion”. A história da cantora imortalizada por ser a intérprete de "My Heart Will Go On", a canção-tema de "Titanic", chega aos cinemas pelas mãos e na figura de Valérie Lemecier, também canadense como a sua retratada....

‘Amigo Secreto’: a força do jornalismo investigativo contra os abusos da Lava-Jato

Uma frase convencional é de que toda arte é política. Embora seja um clichê para produtores culturais progressistas, é preciso concordar quando a mente por trás do projeto é Maria Augusta Ramos. Responsável por produções como “O Processo” e “Juízo”, a cineasta expõe...

‘Lightyear’: luta em vão da Pixar contra fantasma de si mesma

Aqui vai uma história trágica: o estúdio que, outrora lar para verdadeiros artesãos que laboravam arduamente em suas narrativas, completamente alheios às pressões do mundo exterior, hoje se desvanece pouco a pouco, aparentemente corrompido pela influência de sua...

‘Ilusões Perdidas’: tratado sobre o deslumbre do homem

Em uma sociedade em que há divisão de classes entre burguesia e proletários, pobres e ricos, desigualdades sociais, intelectuais, culturais e patrimoniais, nunca haverá de fato um território democrático. O histórico da sociedade nos diz muito sobre ela mesma: é um...