Não bastasse toda a devastadora segunda onda da COVID-19 em Manaus, a classe artística da cidade ainda precisou lidar com uma notícia preocupante nesta quinta-feira (20). O Diário Oficial do Município confirmou a nomeação de conhecidos nomes ligados à política amazonense para cargos importantes da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).  

Seriam indicações políticas naturais se não fossem de pessoas com pouca ou nenhuma ligação com o setor cultural da cidade: Elias Emanuel será o novo diretor do Departamento de Grandes Eventos, Reizo Castelo Branco assume a direção do departamento de difusão e Carlos Portta ficará como gerente do Café Teatro.  

Temendo que a Manauscult se torne um cabide de empregos para políticos derrotados nas últimas eleições municipais – somados, Elias, Portta e Reizo tiveram apenas 6.371 votos -, a reação de repúdio da classe artística foi imediata nas redes sociais: 

 FETAM – Federação de Teatro do Amazonas

CASARÃO DE IDEIAS

ATELIÊ 23

O OUTRO LADO

O Cine Set entrou em contato com o titular da Manauscult, o também ex-vereador Alonso Oliveira. Ele informou que estava em reuniões com a equipe da pasta e não poderia falar com a reportagem. Mais tarde, voltamos a procurar a assessoria do secretário que disse que Alonso não se pronunciaria; somente a secretaria de comunicação da Prefeitura se manifestaria sobre o assunto.

Já Elias Emanuel conversou com a equipe do Cine Set e disse que recebeu o convite do próprio prefeito David Almeida e de Alonso Oliveira. O ex-vereador salientou que, na Câmara Municipal, realizou contribuições para a cultura de Manaus. 

“Fiz uma lei que criou a Semana Municipal de Bandas e Fanfarras, um trabalho de ser resgatado que vou levar como sugestão para a nova administração. Recentemente, aprovei o tombamento do Quilombo de São Benedito, na Praça 14 como patrimônio imaterial de Manaus, incluindo também a festa do quilombo, ocorrida todo dia 4 de abril, no calendário da cidade. Isso valoriza a negritude da nossa cidade a partir de uma comunidade vinda do Maranhão”, disse. 

Segundo Elias, apesar da pandemia da COVID-19, nada impede que o ano de 2020 seja de planejamento para a realização de futuro eventos. Ele também garantiu a realização de novas edições do Passo a Paço. “Manaus é um celeiro enorme da cultura e de grandes eventos. Para que as coisas funcionem, será necessário conversar com todos os participantes da cena cultural. A gestão pública só se consolida através do diálogo e da troca de ideias”. 

Perguntado sobre quais obras do cinema, teatro ou da música amazonense mais chamaram sua atenção nos últimos anos, Elias declarou: “Para mim, o que há de mais importante nos últimos tempos é a reconstituição do patrimônio histórico de Manaus. Então, eu entendo que a revalorização destes patrimônios que temos é fundamental. Por exemplo, o trabalho que comecei com o quilombo de São Benedito na Praça 14. A cultura precisa caminhar e valorizar no sentido da identidade do seu povo”, disse. Refizemos a pergunta e a resposta: “Por exemplo… eu posso te falar de várias coisas que aconteceram por aqui: temos o Festival de Jazz e Ópera, realizados pelo governo estadual. Teve também os vários festivais de cinema na cidade de Manaus. Há obras muito boas do Márcio Souza, da polêmica do boto, do trabalho feito dele sobre a Amazônia”. 

O Cine Set entrou em contato com Reizo Castelo Branco, mas, a assessoria informou que ele estava em reuniões e não poderia atender. Caso haja respostas, atualizaremos nesta matéria. 

Cine Set no Festival de Berlim 2021: a história do cinema brasileiro no evento

Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por Cine Set (@cineset) Se tem um evento que gosta do cinema brasileiro, este é a Berlinale. A primeira vez que o Brasil participou da Berlinale em 1953 com dois filmes na mostra competitiva de...

Cine Set no Festival de Berlim 2021: conheça os detalhes do evento alemão

Direto do sofá da minha casa, eu, Lucas Pistilli, correspondente internacional do Cine Set aqui na Europa, irei cobrir o Festival de Berlim 2021. A Berlinale é um dos maiores eventos cinematográficos do mundo e o primeiro da grande tríade - composta por ele, Cannes e...

Quando o mau jornalismo presta desserviço aos artistas e à cultura do Amazonas

Faz duas semanas da morte precoce de Zezinho Corrêa, uma das 10 mil vítimas fatais na capital mundial da COVID-19. Naquele momento, a grandeza de um dos maiores artistas surgidos por estas bandas uniu todos os amazonenses em um luto coletivo e cessou por breves...

Asfixiada, a distópica Manaus sucumbiu; qual realidade será construída agora?

Para retornar a falar de cinema aqui no Cine Set, antes preciso falar de Manaus. O Cine Set sempre teve orgulho de ser um site de cinema independente produzido aqui na capital amazonense e, diante da maior tragédia da história da cidade, não dá para seguir adiante sem...

Os 10 Maiores Ataques do Governo Bolsonaro contra o Cinema do Brasil em 2020

Segundo ano de Jair Bolsonaro na presidência da República e segundo ano da lista dos maiores erros cometidos pela gestão dele em relação ao audiovisual brasileiro aqui no Cine Set (leia a lista de 2019).   Em um 2020 marcado pela tragédia da morte de mais de 190 mil...

Sean Connery, o astro mais perigoso do cinema

O cinema perdeu Sean Connery. No último 31 de outubro de 2020, foi anunciada pela família a morte do ator, que se foi tranquilamente durante o sono. Até o momento de escrita deste texto, a causa da morte não foi informada. Micheline Roquebrune, a viúva do astro,...

Olhar de Cinema e o ano que vivemos em quarentena

No Brasil de 2020, a leitura de mundo e a leitura de obras audiovisuais por parte de quem as consome encontra uma forte tensão: o país descobriu, não tão de repente, que a realidade objetiva só é palpável na medida em que é mensurada por nossos sentidos, sejam os...

Brasil na Covid-19 X Filmes de Fim de Mundo: Realidade mais irracional que a Ficção

A realidade é, muitas vezes, mais estranha que a ficção. E a realidade brasileira, então, nem se fala. Neste artigo vou comentar um pouco sobre como o Brasil do Covid-19 se compara com alguns elementos e clichês de filmes de catástrofes e fim do mundo que Hollywood e...

30 Anos de ‘Lua de Cristal’: documentário celebra sucesso estrelado por Xuxa

Em 1990, Xuxa Meneghel estava no auge de sua carreira. A loira mais famosa do Brasil já era recordista em vendagem de discos e seu programa “Xou da Xuxa”, exibido nas manhãs pela TV Globo, rompia barreiras e começava a ganhar repercussão internacional. Se tal fenômeno...

Bond, Cannes, Mercado Brasileiro: o Impacto do Coronavírus no Cinema

O surto de COVID-19, conhecido popularmente como coronavírus, tem deixado o mundo em pânico nestes últimos meses. O alto número de pessoas diagnosticadas com o vírus e o crescente número de mortes só tem alarmado mais ainda a situação. O surto teve início na cidade de...